Leão espera que economia tenha “grande recuperação em 2021” graças à vacina

Ministro das Finanças garante que estimativa para a evolução da economia em 2020 incorpora, "até certo ponto", a segunda vaga de Covid-19.

A segunda vaga de Covid-19 já está considerada nas estimativas do Governo para a economia portuguesa em 2020 e, o próximo ano, poderá ser de forte retoma se a vacinação for massificada. É esta a expectativa que foi dada pelo próprio ministro das Finanças, João Leão, no podcast do PS, “Política com Palavra”.

“A estimativa que temos para a evolução da economia em 2020 incorpora, até certo ponto, esta segunda vaga”, começa por explicar Leão. A economia portuguesa tombou 5,7% no terceiro trimestre do ano face a igual período de 2019, após uma queda homóloga de 16,4% no segundo trimestre.

No entanto, a evolução das medidas de combate à pandemia estão a fazer-se sentir. O PIB recuperou 13,3% em cadeia no terceiro trimestre, após a queda histórica (-13,9%) no segundo trimestre por causa da crise pandémica. É este efeito que leva a preocupações sobre as novas medidas aplicadas nos últimos meses do ano, mas o ministro das Finanças desvaloriza.

Leão garante que a estimativa do Governo de uma queda do PIB anual de 8,5% já incorpora o efeito da segunda vaga. E até está otimista quanto ao futuro: “Se se confirmarem as notícias das vacinas e se a pandemia ocorrer como estamos a considerar, é de esperar uma grande recuperação em 2021“. Para o próximo ano, o Executivo antecipa um crescimento de 5,4%.

Retificado não deverá ser necessário

A entrevista ao podcast do PS acontece na semana seguinte à aprovação do Orçamento do Estado para 2021, no qual foram aprovadas quase duas centenas de propostas de alteração, incluindo uma grande parte de maiorias negativas. O gabinete de Leão “ainda está a fazer a avaliação do seu impacto financeiro”, mas antecipa que “o impacto global não será significativo”, diz.

“Poderá haver alguma revisão, mas será residual”, aponta, acrescentando: “não prevemos a necessidade de um orçamento retificativo“. Também a meta do défice (que será beneficiado se a recuperação da economia for superior ao esperado) não deverá ser alterada segundo o ministro. Atualmente, a projeção do Executivo é as contas públicas tenham um saldo negativo de 4,3% em 2021, após um buraco de 7,3% este ano.

Se quanto à necessidade de um orçamento retificativo Leão é taxativo, o mesmo não acontece sobre o Novo Banco. Esta foi uma das principais surpresas das negociações do OE 2021 na especialidade já que PSD, BE, PCP e PAN juntaram-se em coligação negativa para aprovar uma alteração que impede as transferências para o Fundo de Resolução.

Sobre este assunto, deixa em aberto: “Estamos a estudar as diferentes alternativas, há diferentes mecanismos, até dentro do quadro do atual Orçamento do Estado que não têm de passar necessariamente pelo Tribunal Constitucional“, diz. “Não vamos permitir que, a propósito de uma proposta aprovada pelo PSD, se lance a instabilidade e a incerteza”, acrescenta.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Leão espera que economia tenha “grande recuperação em 2021” graças à vacina

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião