Ex-secretários de Estado fundam a Lobo Vasques e Associados

Uma boutique fiscal em que os sócios Carlos Lobo e Sérgio Vasques asseguram que oferece serviços de política fiscal com foco em áreas como a energia ou a banca.

Carlos Lobo e Sérgio Vasques acabam de fundar uma nova ‘boutique’ de direito fiscal. A Lobo Vasques e Associados pretende oferecer serviços exclusivamente na área fiscal “inovadores e sofisticados” com foco na energia, banca, biocombustíveis, telecomunicações, indústria farmacêutica, indústria extrativa (petrolífera e mineira).

Os ex secretários de Estado dos Assuntos Fiscais de José Sócrates pretendem ainda atuar no mercado dos países africanos de expressão portuguesa, prestado consultoria em reformas fiscais em questões de impostos indiretos, IVA e tributação aduaneira.

O escritório tem sede no Largo de Santos, em Lisboa, num espaço de 350 m2. O objetivo dos sócios fundadores é integrarem até 20 profissionais no espaço de dois anos – incluindo jovens – fornecendo serviços não só a empresas como a particulares, entidades públicas e Governos.

Carlos Lobo é professor da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa e foi consultor estratégico da EY com funções de liderança nos últimos dez anos. Foi secretário de Estado dos Assuntos Fiscais entre 2008 e 2009. É especialista em Fiscalidade do Setor Público e Tributação do Património.

Sérgio Vasques é professor de direito Fiscal na Universidade Católica e consultor do Banco Mundial e do FMI para os PALOP. Foi secretário de Estado dos Assuntos Fiscais de 2009 a 2011. Especializou-se em áreas como a tributação indireta e fiscalidade energética. Colaborou no Código dos Impostos Especiais de Consumo, na reforma da Tributação Automóvel e promoveu a criação do sistema de arbitragem tributária.

 

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Ex-secretários de Estado fundam a Lobo Vasques e Associados

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião