Google é alvo de nova ação judicial nos EUA

  • Lusa
  • 16 Dezembro 2020

Apesar de não ser ainda conhecido o número de estados norte-americanos intervenientes, a ação respeita à tecnologia que a empresa de tecnologias de informação usa para ligar compradores e vendedores.

Vários estados norte-americanos apresentaram uma nova ação judicial contra a multinacional Google por alegadas práticas anticoncorrenciais, anunciou esta quarta-feira o procurador-geral do Texas, Ken Paxton. “Tenho o orgulho de anunciar que o Texas e outros estados processaram a Google por conduta anticoncorrencial, práticas de exclusão e informações enganosas“, afirmou o responsável, num vídeo publicado na rede social Twitter.

Apesar de não ser ainda conhecido o número de estados norte-americanos intervenientes, a ação respeita à tecnologia que a empresa de tecnologias de informação sediada no estado da Califórnia utiliza para ligar compradores e vendedores de espaço publicitário na Internet, com Ken Paxton a alegar que a situação permite “controlar os preços” dos anúncios publicitários.

Em 20 de outubro, já o Departamento de Justiça dos Estados Unidos e onze estados, incluindo o Texas, apresentaram um processo contra a Google por causa de alegadas práticas de monopólio pelo seu motor de pesquisa. Nessa ação, os estados acusaram a empresa liderada por Sundar Pichai de ter realizado ações ilegais para ganhar uma posição de domínio do mercado, impedindo o acesso das principais empresas concorrentes – Yahoo, Bing e DuckDuckGo – aos principais canais de distribuição na Internet.

Também a Comissão Federal do Comércio interpôs uma ação judicial contra a empresa Facebook em 9 de novembro, também devido a supostas práticas anticoncorrenciais. Além da Google e do Facebook, outras duas multinacionais das tecnologias de informação, a Apple e a Amazon, estão a ser investigadas pelas autoridades norte-americanas devido a alegadas práticas que lesam a concorrência.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Google é alvo de nova ação judicial nos EUA

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião