Bolsa recupera mais de 1% à boleia do grupo EDP e do BCP

Apesar da sessão positiva em Lisboa, Sonae perdeu quase 2% depois de a Autoridade da Concorrência aplicar multa de 121 milhões devido a concertação de preços. A Jerónimo Martins fechou estável.

Depois da queda de 2% na última sessão, a bolsa portuguesa recuperou parte das perdas, à boleia dos bons desempenhos da EDP Renováveis, EDP e BCP. Foi também uma sessão em que os principais índices europeus voltaram aos ganhos, após uma segunda-feira desastrosa por causa da incerteza em torno da nova variante do coronavírus detetada no Reino Unido.

O PSI-20, o principal índice português, somou 1,45% para 4.726,08 pontos, com 10 cotadas em alta. A EDP Renováveis liderou os ganhos, acelerando 4,22% para 21 euros, e a EDP avançou 2,66% para 4,975 euros. Também o BCP ganhou 2,06% para 0,119 euros.

EDP Renováveis brilha em Lisboa

Do outro lado, a Sonae protagonizou a maior queda, fechando em baixa de 1,82%. A dona do Continente viu esta segunda-feira a Autoridade da Concorrência aplicar uma multa de 121 milhões de euros num caso de concertação de preços na grande distribuição em prejuízo do consumidor.

A Jerónimo Martins, dona da cadeia de supermercados Pingo Doce, foi outra das condenadas pelo regulador, com uma multa de 91 milhões. Ainda assim, os títulos subiram ligeiros 0,07% para 13,77 euros. Tanto a Sonae como a Jerónimo Martins já anunciaram que vão recorrer das multas.

Lá por fora, a sessão europeia foi igualmente positiva. Os ganhos situaram entre 1% e 2% nos principais índices de Espanha até Frankfurt. O Stoxx 600 foi o espelho da recuperação das ações europeias nesta terça-feira, com uma subida de 1,28% para 391,64 pontos.

No mercado petrolífero, tanto o Brent (Londres) como o crude (Nova Iorque) deslizam mais de 1% com os investidores receosos quanto ao impacto da nova estirpe do vírus naquilo que pode ser a procura por esta matéria-prima.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Bolsa recupera mais de 1% à boleia do grupo EDP e do BCP

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião