Portugal gasta mais em comida e bebidas que a média da União Europeia

Segundo o Eurostat, Portugal é o décimo país da União Europeia que mais gasta em comida e bebidas não alcoólicas, numa classificação que é liderada pela Roménia.

Em 2019, Portugal foi o décimo país da União Europeia em que as famílias mais gastaram em comida e bebidas não alcoólicas. De acordo com dados divulgados esta segunda-feira pelo Eurostat, 16,1% da totalidade dos gastos dos agregados familiares nacionais decorrem da compra deste tipo de produtos, um valor superior à média da União Europeia (13%).

Esta é uma lista liderada pela Roménia, país onde mais de um quarto (26%) das despesas das famílias é feita com a sua alimentação e de gastos com bebidas sem álcool. Seguem-se a Lituânia (20,2%) e a Estónia (19,3%) na liderança deste ranking. De modo contrastante, a Irlanda (8,6%), o Luxemburgo (8,9%) e a Áustria (9,7%) são os que menos despedem neste âmbito, todos eles com percentagens inferiores a 10%.

Num ano em que as famílias europeias gastaram, no total, mais 956 mil milhões de euros nesta categoria de produtos, o que equivale a 6,8% do PIB da União Europeia e a 13% da despesa total de consumo destes agregados familiares, esta apresentou-se como a terceira principal categoria no que toca a gastos. Apenas as despesas de “habitação, água, eletricidade, gás e outros combustíveis” (23,5%) e de “transporte” (13,1%) se mostraram ainda mais expressivas.

Fazendo-se um balanço desde 2009, foi na Lituânia que, nos últimos dez anos, ocorreu uma maior queda nas despesas com alimentação, de 25,4% da despesa total das famílias para 20,2% em 2019. Aconteceu precisamente o oposto na República Checa (de 14,2% em 2009 para 15,5% em 2019).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Portugal gasta mais em comida e bebidas que a média da União Europeia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião