Marcelo diz que Governo pode agravar estado de emergência

Marcelo Rebelo de Sousa revelou que o Governo poderá agravar já as medidas do estado de emergência face ao disparo do número de infeções nos últimos dias.

Marcelo Rebelo de Sousa revelou esta quarta-feira que o Governo poderá agravar as medidas do estado de emergência na reunião do Conselho de Ministros desta quinta-feira, sem esperar pela próxima semana, devido ao disparo do número de casos de Covid-19 em Portugal nos últimos dias.

“Amanhã, o Governo irá ponderar se é de manter a ideia originária que é a ideia de ser um estado de emergência intercalar ou se é preciso agravar o estado de emergência“, disse o Presidente e candidato presidencial no debate televisivo com André Ventura na SIC. “A ideia era esperar pelo dia 15″, acrescentou Marcelo.

O balanço da Direção-Geral de Saúde desta quarta-feira deu conta de mais de dez mil casos nas últimas 24 horas, um número recorde, com os especialistas a anteciparem um aumento grave das infeções por causa do relaxamento das medidas na quadra festiva do Natal e Ano Novo.

Vários países estão a assistir a um recrudescimento da pandemia e estão a agravar as medidas, em alguns casos com o regresso ao confinamento.

Depois de aprovado no Parlamento, o Presidente da República renovou esta quarta-feira o estado de emergência até dia 15, justificando a decisão com “os números de casos e de mortos nos últimos dias” e que “impõem uma cuidadosa contenção”.

O tema do estado de emergência ocupou a parte final do debate entre Marcelo Rebelo de Sousa e André Ventura, com este último acusar o Presidente de ter permitido a libertação de reclusos no âmbito das medidas de flexibilização das penas relacionadas com a pandemia. “Permitiu a maior infâmia. Tivemos bandidos a ser colocados cá fora”, disse o candidato do Chega.

Marcelo ripostou: “Não aumentou a criminalidade, está provado”. Isto para depois voltar a acusar Ventura de ser da “direita persecutória”.

(Notícia atualizada às 21h56)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Marcelo diz que Governo pode agravar estado de emergência

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião