Empresas da UE enfrentam necessidades de capital de 600 milhões de euros para a recuperação

A União Europeia vai ter de encontrar formas de financiamento alternativas, como os instrumentos híbridos, para dar resposta a necessidades de capital na ordem dos 600 milhões de euros.

A Associação para os Mercados Financeiros na Europa alerta que a União Europeia vai ter de encontrar formas de financiamento alternativas para as empresas, que enfrentam necessidades de capital na ordem dos 600 milhões de euros. A notícia foi avançada pela Bloomberg (acesso pago).

“Até agora, subsídios governamentais, emissão de dívida e empréstimos bancários têm mantido à tona muitas empresas da União Europeia, mas financiamento público e dívida não podem ser as únicas alternativas para se seguir em frente”, considera o presidente executivo da associação, Adam Farkas.

“Para as empresas europeias recuperarem da crise económica, fontes alternativas de financiamento vão ser necessárias para ajudar a mitigar o fardo crescente da dívida”, justifica ainda Farkas. Neste sentido, a associação considera importante o desenvolvimento de “instrumentos híbridos” de financiamento.

“Com um maior alinhamento no tratamento regulatório e fiscal dos [instrumentos] híbridos na União Europeia, e com um maior conhecimento das empresas das opções disponíveis, os híbridos podem oferecer uma solução útil para acelerar a saída de instrumentos de apoio governamental e ajudar as pequenas empresas com dificuldades no acesso aos mercados de capitais”, acrescenta.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Empresas da UE enfrentam necessidades de capital de 600 milhões de euros para a recuperação

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião