Nasdaq em máximos à espera dos resultados das big tech

O Dow Jones contraria, penalizado pelas farmacêuticas. A Merck cai 1% para 80,12 dólares por ação, após ter decidido, com o Instituto Pasteur, desistir de produzir uma vacina contra a Covid-19.

As tecnológicas norte-americanas estão em forte alta no arranque de uma semana que vai ser marcada pelos resultados das big tech. O índice Nasdaq dispara na abertura da sessão e toca novos recordes, destacando-se das negociações próximas da linha de água do Dow Jones e do S&P 500. A farmacêutica Merck reage em baixa ao cancelamento do programa para desenvolver uma vacina contra a Covid-19.

O Nasdaq ganha 1,02% para 1.3681,21 pontos com as empresas que mais beneficiam do confinamento em alta. Microsoft e Facebook ganham 1,4% e 1,75%, respetivamente, enquanto a Apple ganha 4,2%. Os investidores sinalizam assim confiança de que estas empresas irão apresentar fortes ganhos nos relatórios trimestrais. O mesmo acontece com a Tesla, que avança 1,95%.

“Todos os olhos estão virados para a tecnologia, que tem agora oportunidade de recuperar alguma da força que perdeu nos últimos meses”, explica, à Reuters, o chairman da Great Hill Capital, Thomas Hayes, referindo-se à reação destas cotadas à descoberta da vacina. “Estamos focados em dois assuntos esta semana: se as big tech correspondem às expectativas, que são bastante otimistas, e se o Congresso vai avançar com o pacote de estímulos que o mercado está a antecipar”.

Os investidores esperam que a nova Administração liderada por Joe Biden consiga a aprovação de uma proposta de apoio pandémica de 1,9 biliões de dólares. Essa expectativa levou os três índices a máximos históricos na semana passada, mas o sentimento parece ser agora de espera pela concretização dos estímulos.

A acompanhar o Nasdaq, o financeiro S&P 500 sobe 0,27% para 3.851,68 pontos. No entanto, o índice industrial Dow Jones recua 0,02% para 30.989,85 pontos, penalizado pelas farmacêuticas. Em particular, a Merck cai 1% para 80,12 dólares por ação, após ter decidido, em conjunto com o Instituto Pasteur, desistir de produzir uma vacina contra a Covid-19. A decisão foi tomada depois de os primeiros ensaios clínicos terem gerado resultados pouco satisfatórios, de acordo com a AFP.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Nasdaq em máximos à espera dos resultados das big tech

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião