EDP Renováveis regressa aos ganhos e tira Lisboa do vermelho

A bolsa de Lisboa abriu a perder mais de 1%, com quase todas as cotadas no vermelho, mas o cenário inverteu-se. Segue agora nos ganhos, impulsionada pela família EDP.

Tudo indicava que a bolsa nacional ia a caminho da sétima sessão consecutiva de perdas, mas o cenário inverteu-se totalmente durante a manhã. Com quase todas as cotadas a subir, o PSI-20 está a somar mais de 1%, animado, sobretudo, pelas ações da família EDP. E os ganhos poderiam estar a ser ainda mais expressivos não fosse a pressão negativa que está a ser exercida pela Galp Energia.

De uma desvalorização superior a 1% na abertura dos mercados europeus, o índice de referência normal inverteu esse desempenho e segue agora a valorizar 1,22% para 4.843,64 pontos, com cinco das 18 cotadas nacionais em queda.

Nas cotadas, se a EDP Renováveis representava a maior queda desta manhã, agora representa a segunda maior subida. Os títulos da energética estão a ganhar 3,61% para 22,95 euros, ao fim de três sessões consecutivas a perderem. A empresa está de volta ao ciclo de fortes valorizações registadas em janeiro, altura em que bateu recordes, chegando mesmo a valer mais do que a EDP.

A EDP é outra das cotadas que está a dar impulso à bolsa, com as ações a subirem 0,94% para 5,144 euros. Destaque ainda para o BCP, que soma 0,88% para 0,1141 euros, mas também para a Jerónimo Martins que avança 1,19% para 13,99 euros.

Já do lado oposto, a impedir uma subida mais expressiva do índice, estão as ações da Galp Energia, que perdem 0,86% para 8,504 euros, numa altura em que o preço do barril de petróleo está em queda nos mercados internacionais. Destaque ainda para a Nos que cai 0,56% para 2,818 euros, e para a Sonae que recua 0,37% para 0,675 euros.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

EDP Renováveis regressa aos ganhos e tira Lisboa do vermelho

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião