Censos vão passar a poder ser feitos pelo telefone

  • ECO
  • 1 Fevereiro 2021

O INE criou uma linha específica para o preenchimento dos Censos por telefone. Objetivo é chegar a quem não tenha acesso à internet ou não se possa deslocar às Juntas de Freguesia.

Devido à pandemia, pela primeira vez, o Instituto Nacional de Estatística criou uma linha específica para o preenchimento dos Censos por telefone, avança o Jornal de Negócios (acesso pago). Objetivo é chegar às pessoas que não têm acesso à internet e que não podem dirigir-se aos balcões das juntas de freguesia.

Apesar de estes inquérito já serem feitos maioritariamente online, o gabinete de estatísticas criou um novo modelo para os realizar. “Introduzimos um novo modo de resposta que não estava previsto, que é por telefone, para grupos especiais, que não têm acesso à internet e que podem não ter quem os ajude a responder pela internet e que podem não ter a possibilidade de se dirigir aos e-balcões das juntas de freguesia“, explicou Francisco Lima, presidente do INE, ao mesmo jornal.

O projeto-piloto desta nova linha arrancou em novembro em sete freguesias e, de acordo com o responsável, teve “boa aceitação por parte da população”. “Foi um teste muito útil, porque aconteceu de tudo em termos de pandemia, desde freguesias quase confinadas devido à incidência da pandemia, seja lares que estavam com surtos, recenseadores que de repente ficam em confinamento ou infetados”, sinaliza Francisco Lima. Esta linha estará preparada para receber “várias centenas de milhares de respostas por telefone” e os censos têm um orçamento de 39 milhões de euros, sendo que a criação de uma linha para respostas telefónicas e a compra de material de proteção representaram um custo adicional de 1,5 milhões de euros.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Censos vão passar a poder ser feitos pelo telefone

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião