Scholz classifica de “desgraça” gestão das vacinas de Von der Leyen

  • ECO
  • 4 Fevereiro 2021

O atual ministro das Finanças alemão terá dito que a gestão das vacinas feita pela Comissão Europeia, que é presidida pela alemã Ursula Von der Leyen, é uma "desgraça".

O ministro das Finanças alemão, Olaf Scholz, terá dito que a gestão das vacinas por parte da Comissão Europeia é uma “desgraça” numa reunião do Governo de Angela Merkel na segunda-feira. De acordo com o The Guardian, que cita o jornal alemão Bild, o vice-chanceler está a tentar explorar o descontentamento com a situação antes das eleições nacionais.

Scholz, que deverá ser o candidato a chanceler do SPD (sociais-democratas de centro-esquerda), terá criticado diretamente a presidente da Comissão Europeia, a alemã Ursula Von der Leyen, pela gestão das vacinas, afirmando que Berlim não poderá deixar esta situação repetir-se. Em 2019, o SPD opôs-se à nomeação de Von der Leyen para presidente da Comissão Europeia por esta ser uma “candidata inadequada”.

Com as eleições à porta, em setembro, a CDU (conservadores de centro-direita) está a ser pressionada internamente pelo ritmo de vacinação na Alemanha. Até ao momento, apenas 3,2% da população recebeu pelo menos uma dose, o que compara com os 5% da Dinamarca, 4% da Irlanda, 3,8% de Espanha ou 3,7% de Itália. A média europeia é de 3,16%.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Scholz classifica de “desgraça” gestão das vacinas de Von der Leyen

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião