BCP sobe mais de 1% e puxa por Lisboa

Os títulos do BCP estão a somar mais de 1% e a dar gás ao índice de referência nacional, o PSI-20. Lisboa arranca semana no verde.

Lisboa arranca a primeira sessão da semana acima da linha de água, seguindo a tendência registada nas demais praça europeias. Os títulos do BCP estão a valorizar mais de 1% e puxam, assim, pela bolsa nacional. Das cotadas no PSI-20, apenas quatro estão a negociar em “terreno negativo”.

O índice de referência nacional, o PSI-20, avança 0,52% para 4.866,570 pontos. Lisboa segue a tendência das demais praças do Velho Continente, com o Stoxx 600 a valorizar 0,43% para 411,30 pontos, o alemão DAX a subir 0,60% para 14.140,79 pontos, o francês CAC 40 a somar 0,41% para 5.682,26 pontos e o espanhol Ibex a valorizar 0,17% para 8.228,40 pontos.

Por cá, destaque para o BCP, cujas ações somam 1,14% para 0,1242 euros. Na sexta-feira, o banco liderado por Miguel Maya concluiu a sua primeira emissão de dívida sénior desde 2014, tendo captado 500 milhões de euros com estes títulos, pelos quais pagou um juro de 1,125%.

No verde, estão também para as papeleiras. As ações da Semapa valorizam 1,24% para 9,01 euros, as da Navigator sobem 0,72% para 2,5060 euros e as da Altri avançam 0,97% para 5,2050 euros.

Já no vermelho estão as ações da Jerónimo Martins, que recuam 0,34% para 13,1050 euros. Também no retalho, mas do outro lado da linha de água, os títulos da Sonae valorizam 0,38% para 0.6645 euros. A sessão também está a ser de ganhos também para a Mota-Engil, cujos títulos avançam 0,85% para 1,4280 euros.

Na energia, é o verde a cor da sessão desta segunda-feira. Os títulos da EDP valorizam 0,43% para 23,3500 euros, os da EDP Renováveis sobem 0,35% para 5,1360 euros e os da Galp Energia avançam 0,05% para 8,3280 euros.

Isto numa sessão marcado pelo ânimo nos mercados de petróleo. Em Londres, o preço do barril de Brent está nos 60,05 dólares, isto é, está em máximos de janeiro de 2020. A pandemia fez cair a procura por “ouro negro”, mas está agora a recuperar.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

BCP sobe mais de 1% e puxa por Lisboa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião