Berenberg revê em baixa estimativa de impacto global da Covid-19 nos seguros e resseguro

  • ECO Seguros
  • 8 Fevereiro 2021

As estimativas de perdas que os analistas do banco alemão de investimento calcularam para indústria de seguros, em junho de 2020, em resultado do impacto da pandemia, foram agora revistas em baixa.

Pouco mais de meio ano após terem calculado as perdas que a pandemia de Covid-19 na indústria global de seguros e resseguro entre 50 mil milhões e 70 mil milhões de dólares, os especialistas do Berenberg Bank corrigiram a sua estimativa para baixo, apontando agora para 40 a 60 mil milhões, um valor com ponto médio a equivaler a cerca de 41,5 mil milhões de euros (ao câmbio atual).

Já na estimativa de junho de 2020, o research do banco alemão antecipava que as perdas globais causadas pela Covid-19 na indústria seriam “controláveis”, sendo que a estimativa então avançada já era inferior às previsões de outras fontes como, por exemplo a Lloyd’s of London, que apontava previsão a ultrapassar os 100 mil milhões, só para 2020 e limitada ao negócio não Vida.

Embora a nova vaga de confinamentos decorrentes da pandemia se mostre mais rigorosa do que se previa, o Berenberg, mostra-se confiante de que não haverá muito mais surpresas no horizonte: “Continuamos a acreditar que as perdas totais da indústria serão muito inferiores às que se receavam no pico da crise do ano passado e agora acreditamos que um intervalo de 40 a 60 mil milhões de dólares poderá ser mais realista”, assumem os analistas em nota citada no site Artemis.bm.

Haverá ainda desafios para alguns operadores do setor, em particular para os que não constituíram reservas robustas desde o início da pandemia e que poderão ter de realizar novas provisões para enfrentar perdas potenciais.

“Embora a maioria das seguradoras já tenha constituído reservas para a COVID-19 no início de 2020, o aumento das perdas e novos confinamentos locais, adicionados aos surtos em curso serão provavelmente fator impulsionador de mais perdas à medida que avançamos em 2021”, assumem os especialistas da instituição financeira cuja origem remonta a 1590.

No entanto, não é expectável “que os riscos sejam materializados ao nível das perdas evidenciadas até agora,” explica o banco privado sediado em Hamburgo.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Berenberg revê em baixa estimativa de impacto global da Covid-19 nos seguros e resseguro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião