Conselho da União Europeia facilita acesso a financiamento a empresas face à Covid-19

  • Lusa
  • 15 Fevereiro 2021

As medidas, juntamente com as adaptações do regime de titularização da UE, fazem parte do pacote de recuperação dos mercados de capitais acordado entre o Conselho e o Parlamento Europeu em 2020.

O Conselho da União Europeia (UE) adotou esta segunda-feira medidas que permitem apoiar a recuperação económica da crise causada pela pandemia da Covid-19 através dos mercados de capitais e facilitando o acesso das empresas a financiamento.

O Conselho da UE, que este semestre é presidido por Portugal, adotou, segundo um comunicado, “alterações específicas à Diretiva Mercados de Instrumentos Financeiros (DMIF) II e ao Regulamento Prospeto, a fim de apoiar a recuperação económica da crise provocada pela Covid-19”.

As medidas, juntamente com as adaptações do regime de titularização da UE, fazem parte do pacote de recuperação dos mercados de capitais acordado entre o Conselho e o Parlamento Europeu no final do ano passado.

O objetivo do pacote é permitir que os mercados de capitais apoiem mais facilmente a recuperação económica na sequência da pandemia.

O Regulamento Prospeto foi alterado para facilitar às empresas a obtenção de capital para satisfazer as suas necessidades de financiamento, garantindo ao mesmo tempo a prestação de informação adequada aos investidores.

O prospeto para a recuperação estará disponível para aumentos de capital até 150% do capital em circulação no prazo de 12 meses.

O novo regime aplicar-se-á até ao final de 2022.

Por outro lado, as regras da DMIF II foram alteradas para simplificar os requisitos de informação de forma específica, salvaguardando simultaneamente a proteção dos investidores.

As alterações reduzem, por exemplo, a quantidade de informação sobre custos e encargos que tem de ser fornecida aos investidores profissionais e às contrapartes elegíveis. A informação sobre investimentos em suporte de papel também será gradualmente eliminada, exceto para os clientes não profissionais, caso pretendam continuar a recebê-la.

As novas regras permitirão ainda que os bancos e as empresas financeiras agrupem os custos de estudos e de execução quando se trate de estudos sobre emitentes de pequena e média capitalização, o que contribuirá para aumentar a investigação sobre este tipo de emitentes e o seu acesso ao financiamento.

Os textos dos atos legislativos adotados esta segunda-feira serão assinados em 16 de fevereiro e deverão ser publicados no Jornal Oficial antes do final de fevereiro.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Conselho da União Europeia facilita acesso a financiamento a empresas face à Covid-19

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião