Morreram mais 76 pessoas de Covid-19 e há 1.570 novas infeções

A situação pandémica em Portugal continua a aliviar, apesar de os internamentos continuarem elevados. O número de casos ativos recua há 20 dias consecutivos.

As autoridades de saúde portuguesas detetaram 1.570 novos casos de Covid-19 e registaram 76 mortes por causa da doença nas últimas 24 horas, indica o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Desde o início da pandemia, já foram confirmados 796.339 casos e apontados 15.897 óbitos.

Os dados voltam a apontar para um alívio da situação pandémica, nomeadamente naquilo que mais tem preocupado os responsáveis nacionais: os internamentos. Há menos 300 pessoas internadas, das quais menos 13 em unidades de cuidados intensivos (UCI). Estão ocupadas com doentes Covid-19 3.284 camas, das quais 656 em UCI, um valor que, ainda assim, é elevado, como indicou esta semana a ministra Mariana Vieira da Silva.

Também o número de casos ativos recua há 20 dias consecutivos. O saldo deste sábado é negativo em 3.556, um recuo que coloca o indicador em 83.526 — este é o número de pessoas que luta contra a doença e que estão a ser acompanhadas pelas autoridades portuguesas. O boletim soma ainda 5.050 recuperados, num total de 696.916.

Boletim epidemiológico de 20 de fevereiro:

Na análise por regiões, Lisboa e Vale do Tejo foi aquela onde se detetaram mais casos e mortes no último dia. Há 770 novos casos e 36 mortes a lamentar.

No Norte, 369 casos foram detetados e 18 mortes por Covid-19 foram registadas nas últimas 24 horas. A terceira região mais fustigada é o Centro, com 214 novos casos e 13 óbitos.

O Algarve regista 84 novos casos e três mortes, seguindo-se o Alentejo, que, apesar de ter mais casos confirmados do que a região do sul no acumulado desde o início da pandemia — 28.099 no Alentejo contra 19.788 no Algarve –, aponta agora apenas 31 casos e seis mortes.

Nas regiões autónomas, há 99 novos casos na Madeira e três novos casos nos Açores. Tanto quanto foi registado pela DGS, não morreram mais pessoas de Covid-19 desde o balanço epidemiológico anterior.

Por fim, o balanço divulgado este sábado dá conta de 92.314 portugueses sob vigilância ativa das autoridades de saúde, por terem estado em contacto com outras pessoas entretanto diagnosticadas com o coronavírus. É uma redução de 7.968.

Apesar do alívio da pandemia, numa altura em que o país continua em confinamento, a ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, avisou na quinta-feira que o país ainda está “longe” de poder pensar em desconfinamento. A responsável explicou que os elevados internamentos continuam a pressionar o sistema de saúde do país.

(Notícia atualizada pela última vez às 14h24)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Morreram mais 76 pessoas de Covid-19 e há 1.570 novas infeções

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião