Despesa do SNS aumentou 11,3% para 916 milhões em janeiro

  • Lusa
  • 24 Fevereiro 2021

Os gastos com pessoal e o material de consumo clínico contribuíram com maior peso para o aumento da despesa do Serviço Nacional de Saúde.

A despesa no Serviço Nacional de Saúde (SNS) aumentou 11,3% em janeiro deste ano face ao mesmo período de 2020, mais 93 milhões de euros, totalizando 915,9 milhões de euros, segundo dados das Finanças enviados à Lusa.

De acordo com fonte do Ministério das Finanças, “comparando janeiro de 2021 com janeiro de 2020, a despesa do SNS está a crescer a um ritmo recorde de +11,3% / + 93 milhões de euros“.

Os números conhecidos esta quarta-feira, que antecipam a divulgação da Síntese da Execução Orçamental da Direção-Geral do Orçamento (DGO) de quinta-feira, revelam que no mês passado “a despesa do SNS totalizou 915,9 milhões de euros, com os gastos com pessoal e o material de consumo clínico a contribuírem com maior peso para essa despesa“.

O ministério liderado por João Leão assinala que “as despesas com pessoal cresceram 9,9%, com um crescimento recorde do número de profissionais de saúde no SNS: +9.889”, destacando o “número mais elevado de médicos de sempre: +922 face a janeiro de 2021 e +5.275 face a janeiro de 2015”.

“A despesa com aquisição de bens e serviços cresceu 3,5% (15 milhões de euros). Nesta rubrica destaca-se o Material Consumo Clínico (EPI e outros): +17,4% (+5,2 milhões de euros)”, disse a fonte das Finanças à Lusa.

Mais de 147 mil profissionais de saúde trabalhavam em janeiro no Serviço Nacional de Saúde (SNS), mais 7,1% do que em março de 2020, quando teve início a pandemia da covid-19, indicam dados oficiais divulgados esta quarta-feira. Segundo o Portal da Transparência do Ministério da Saúde, o SNS tinha ao seu serviço um total de 147.075 profissionais de saúde em janeiro – dos quais 31.406 médicos e 48.739 enfermeiros – mais 9.765 do que em março de 2020.

Os mesmos dados adiantam que, no mesmo período, o número de médicos aumentou dos 30.297 para os 31.406, um crescimento de 3,6%, enquanto os enfermeiros no SNS passaram dos 45.639 para os 48.739 (+6,7%).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Despesa do SNS aumentou 11,3% para 916 milhões em janeiro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião