Estudo com 1,2 milhões de pessoas mostra que vacina da Pfizer/BioNTech é 94% eficaz

  • ECO
  • 25 Fevereiro 2021

Duas doses da vacina da Pfizer/BioNTech reduzem os casos sintomáticos em 94%, em todos os grupos etários. Eficácia é de 57% após toma da primeira dose.

O primeiro grande estudo, fora os ensaios clínicos, da vacina Pfizer/BioNTech, revisto pelos pares, mostra que a vacina é altamente eficaz na prevenção da Covid-19, mais precisamente 94%. O estudo envolveu 1,2 milhões de pessoas em Israel, o país mais avançado no plano de vacinação contra o novo coronavírus.

Até agora, os estudos eram feitos em condições controladas nos ensaios clínicos, deixando um sentimento de incerteza sobre se os resultados se traduziriam, ou não, na realidade. A investigação em Israel indica que sim.

Os dados, publicados no New England Journal of Medicine na quarta-feira, mostram que duas doses da vacina da Pfizer/BioNTech reduzem os casos sintomáticos em 94%, em todos os grupos etários. Para doenças graves o número é equivalente. Os resultados são próximos dos resultados clínicos que apontavam para uma eficácia de 95%.

O estudo com cerca de 1,2 milhões de pessoas (600 mil pessoas vacinadas contra o mesmo grupo de controlo de pessoas não vacinadas) revelou ainda que apenas uma dose foi 57% eficaz na proteção contra infeções sintomáticas após duas semanas.

“Ficámos surpreendidos porque esperávamos que no mundo real, onde a temperatura fria não é mantida perfeitamente e a população é mais velha e mais doente, não se obtivessem resultados tão bons como nos ensaios clínicos controlados”, disse à agência Reuters Ran Balicer, autor do estudo.

“Mostrámos que a vacina é tão eficaz em subgrupos muito diferentes, nos jovens e nos idosos, nos que não têm comorbidades e nos que têm poucas comorbidades”, acrescentou.

O estudo também sugere que a vacina é eficaz contra a variante britânica, identificada pela primeira vez no Reino Unido, mas ainda sem um nível de eficácia concreto. Quanto à variante sul-africana, ainda não ficou esclarecido.

O estudo publicado na quarta-feira foi a primeira análise de uma estratégia nacional de vacinação Covid-19 a ser revista por pares. Também ofereceu uma análise mais detalhada sobre a forma como a vacina é administrada, desde o intervalo entre as duas doses, como análise por idade e outros fatores.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Estudo com 1,2 milhões de pessoas mostra que vacina da Pfizer/BioNTech é 94% eficaz

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião