Salários na construção arrancam o ano a subir 3,4%

Os salários na construção arrancaram o ano a subir, tendo aumentado 3,4% face a janeiro de 2020 e 0,3% face a dezembro. No entanto, a produção no setor diminuiu 2,4%.

Os salários na construção continuam a subir, refletindo o facto de este setor já ter mostrado que foi capaz de resistir à crise provocada pela pandemia. De acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), o índice de remunerações na construção aumentou 3,4% face a janeiro do ano passado. Mas, por outro lado, a produção no setor caiu mais de 2% no início deste ano.

As remunerações dos trabalhadores da construção têm vindo a subir e janeiro veio confirmar essa tendência. Depois de em dezembro terem aumentado 1,4% face ao mês homólogo, em janeiro a subida foi ainda maior: 3,4%. Numa análise mensal, o índice de remunerações caiu 17,6% face a dezembro do ano passado. Ainda assim, isto representa uma melhoria face à quebra de 19,2% observada no final de 2020.

No que diz respeito ao emprego no setor, os dados do INE mostram que o índice que avalia este indicador subiu 0,1% face a janeiro do ano passado, tendo aumentado 0,3% face a dezembro. Novamente, observa-se uma melhoria face a dezembro, visto que nesse mês a subida tinha sido menor (0,2%).

Mas, apesar das subidas observadas nestes dois indicadores, os mesmos dados mostram que a produção na construção caiu no arrancar de 2021. A descida observada foi de 2,4% face a janeiro do ano passado, representando, ainda assim, uma melhoria face a dezembro, mês em que caiu 2,6%.

Dentro do setor, o segmento da construção de edifícios recuou 3,3% (-3,5% em dezembro), enquanto o de engenharia civil passou de uma variação de -1,2% em dezembro para -1,1% em janeiro, refere o INE.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Salários na construção arrancam o ano a subir 3,4%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião