Nuno Lousa responsável pela Linklaters Europa Continental

Nuno Ferreira Lousa vai passar a ser o responsável pelos dez escritórios Linklaters da Europa Continental, com exceção dos escritórios da Alemanha e de Londres.

O sócio Nuno Ferreira Lousa vai passar a ser o responsável pelos dez escritórios Linklaters da Europa Continental, com exceção dos escritórios da Alemanha e de Londres.

O advogado dirige o departamento de resolução de litígios do escritório de Lisboa e lidera a prática de reestruturação e insolvência. É reconhecido na área de resolução de litígios, assessorando vários litígios financeiros, além de experiência na área de compliance, fraude e anticorrupção. Tem ainda experiência em questões contenciosas e não contenciosas de reestruturação e insolvência, tendo lidado com inúmeros processos de insolvência e pré-insolvência nacionais e internacionais.

Atua ainda como advogado em casos de arbitragem nacional e internacional incluindo a Câmara de Comércio Internacional (ICC), o Centro de Arbitragem da Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa, o Centro de Arbitragem OHADA e o Tribunal de Arbitragem Desportiva, bem como arbitragens ad hoc. Já prestou consultoria em disputas comerciais, incluindo contratos comerciais, acordos de acionistas, contratos de construção e contratos públicos. E assessora também em contencioso na África Lusófona, nomeadamente em Moçambique, Angola e Guiné-Bissau.

Esteve com o Novo Banco, em diversos litígios relacionados com a sua constituição como banco de transição no âmbito da resolução do Banco Espírito Santo (BES), com a PwC como administradores de insolvência da MG Rover Portugal e da Lehman Brothers International (Europa), o primeiro processo de insolvência transfronteiriço.
três dos maiores bancos comerciais do mundo em pré-contencioso e acordo com empresas estatais, no contexto dos acordos pré-contencioso relacionados com contratos de swap.

Este ainda na arbitragem entre a Normetro e o Metro do Porto, com várias instituições financeiras e sociedades de auditoria em inquéritos parlamentares sobre a resolução bancária do Banco Espírito Santo (BES) e do Banif e na nacionalização do Banco Português de Negócios (BPN).
Nuno Lousa é o ex-presidente da comissão de responsabilidade corporativa e anticorrupção da ICC Portugal (2014-2019) e membro da task force da ICC sobre Corrupção na Arbitragem e Arbitragem de Disputas Relacionadas com as Alterações Climáticas.

Presente em Lisboa desde 2002, a Linklaters tem como principais áreas de atuação Finance (bancário, projetos, mercado de capitais e direito público); Corporate (M&A, concorrência, fiscal, imobiliário e laboral); e Resolução de Litígios (contencioso, arbitragem e reestruturações e insolvências).

 

 

 

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Nuno Lousa responsável pela Linklaters Europa Continental

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião