Manso Neto vai para CEO da Greenvolt. Altri estuda colocar empresa de energias renováveis em bolsa

Altri está a estudar a admissão à cotação na Euronext Lisbon da Greenvolt, subsidiária para as energias renováveis que será liderada por Manso Neto.

A Altri contratou Manso Neto, que foi CEO da EDP Renováveis. O gestor vai ser CEO da Greenvolt, a subsidiária para as energias renováveis que a Altri admite vir a colocar no mercado de capitais português.

A Altri “encontra-se a estudar a admissão à cotação na Euronext Lisbon, da sua subsidiária integralmente detida, Greenvolt, empresa que materializa a presença do Grupo Altri no setor das energias renováveis”, refere a empresa em comunicado enviado à CMVM, em que confirma que João Manso Neto, assumirá a liderança da empresa enquanto CEO.

Para estudar esta possibilidade, a Altri revela que contratou a Lazard Asesores Financieros e a Lazard Frères Banque, mas também que mandatou a Vieira de Almeida & Associados. Vão estudar a operação, podendo esta vir ou não a materializar-se.

A admissão à negociação da Greenvolt dará mais visibilidade ao negócio de energias renováveis da Altri. A empresa “tem atualmente em funcionamento cinco centrais de produção de energia termoelétrica a partir de biomassa florestal, com cerca de 97 MW de potência instalada”, refere o mesmo comunicado.

Aposta internacional

Manso Neto poderá, assim, voltar a liderar uma empresa cotada em bolsa, depois de ter saído da EDP Renováveis. Recorde-se que o gestor “rasgou” o contrato assinado com a empresa do Grupo EDP para poder abraçar este projeto, renunciado assim a um pacote remuneratório de mais de 1,7 milhões de euros.

O gestor, com ampla “experiência de liderança e gestão global de negócios complexos, relacionados, em especial, com o setor energético”, foi escolhido para CEO da Greenvolt para potenciar a empresa nas energias renováveis, tanto cá como no mercado internacional.

A Greenvolt “tem um ambicioso projeto de expansão nacional e internacional. Sob a liderança de João Manso Neto e com o profundo know how e expertise que aportará ao negócio, a Greenvolt pretende consolidar a sua posição de liderança no mercado nacional e afirmar-se como um player de referência a nível internacional, no mercado das energias renováveis, não apenas a partir de biomassa, florestal – segmento que continuará a ser o core business da sociedade, com inquestionáveis competências – mas também, através de modelos inovadores, de energia solar e eólica”, remata.

 

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Manso Neto vai para CEO da Greenvolt. Altri estuda colocar empresa de energias renováveis em bolsa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião