Siza Vieira reúne ministros da UE sobre falta de “chips”

  • Lusa
  • 22 Março 2021

Numa altura em que a falta de "chips" já está a pesar na economia, o ministro Pedro Siza Vieira vai debater com outros ministros da UE sobre reduzir a dependência europeia de fornecedores externos.

O ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, vai presidir esta sexta-feira ao Conselho de Competitividade, no qual espera um “debate importante” sobre a redução da dependência estratégica da economia europeia.

À entrada do Centro Cultural de Belém (CCB), em Lisboa, sede da presidência portuguesa do Conselho da União Europeia (UE), Pedro Siza Vieira adiantou que os ministros responsáveis pela competitividade dos 27, na vertente da indústria e do mercado interno, vão “fazer um debate importante sobre a autonomia estratégica da Europa”.

“Basicamente, vamos tentar discutir com os Estados-membros e com a presença da Comissão [Europeia] o que é que a Europa deve fazer para reduzir a sua dependência estratégica relativamente a componentes e matérias-primas, e procurar também assegurar a resiliência do nosso continente perante disrupções que possam ocorrer nas cadeias de valor”, indicou o ministro, minutos antes do início da videoconferência.

Além disso, os ministros terão uma “discussão importante” sobre a comunicação da Comissão Europeia designada “A década digital da Europa”, apresentada em 9 de março.

Nesta discussão, Siza Vieira quer “tentar ter uma apresentação, por parte da Comissão, daquilo que são os objetivos que se definem para esta próxima década em termos da conectividade, em termos das qualificações, em termos de uma economia e de uma sociedade mais digitais” na Europa. “Vamos contar também com a participação de representantes do setor privado, que nos darão a sua perspetiva sobre estes dois importantes tópicos para o nosso futuro coletivo”, acrescentou.

Pedro Siza Vieira preside esta segunda-feira a um conselho informal dos ministros da competitividade, no âmbito da presidência portuguesa do Conselho da UE. No final da reunião, a partir das 12h15 (hora de Lisboa), o ministro fará uma conferência de imprensa conjunta com a vice-presidente executiva da Comissão Europeia, Margrethe Vestager (Uma Europa Preparada para a Era Digital).

A discussão em torno da redução da dependência estratégica da economia europeia acontece numa altura em que se verifica uma crise mundial na oferta de chips, incluindo processadores e outros componentes semicondutores para computadores portáteis e até automóveis. A Volkswagen Autoeuropa parou um mês e vai produzir menos 5.700 carros por falta destes componentes.

Na semana passada, por ocasião do Digital Day promovido pela presidência portuguesa do Conselho, Pedro Siza Vieira, questionado pelo ECO acerca da escassez mundial de chips, disse que a UE deve encarar não só a falta imediata como deve promover a produção destes componentes no mercado interno.

“O que reconhecemos é que devemos não só encarar a falta imediata e as questões de logística e transporte, mas garantir que temos uma economia mais resiliente no acesso a componentes críticos. É um desafio que temos encarado: construir uma sociedade e economia mais resilientes e garantir que temos acesso e que temos uma estratégia para reforçar o acesso a estes componentes críticos”, afirmou o governante.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Siza Vieira reúne ministros da UE sobre falta de “chips”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião