Moratórias chegam ao fim para mais de 80 mil devedores

Mário Centeno revelou que as moratórias da casa acabam esta quarta-feira para cerca de 86 mil devedores particulares. São 3,7 mil milhões de euros de crédito que voltam a pagar prestações aos bancos.

Com o fim do mês de março terminam as moratórias privadas para os créditos da casa e mais de 80 mil famílias vão ter de retomar os empréstimos da casa já a partir de abril, numa altura em que a atividade económica continua muito condicionada pelas medidas de restrição por causa do combate à pandemia.

Os dados foram avançados esta terça-feira pelo governador do Banco de Portugal no Parlamento. Mário Centeno, ouvido na comissão de orçamento e finanças a pedido do Bloco de Esquerda, revelou aos deputados que 86 mil devedores particulares têm um contrato de crédito da casa ao abrigo do regime privado da Associação Portuguesa de Bancos (APB) e que expira esta quarta-feira, e cujo valor médio da exposição creditícia é de 38 mil euros.

“É um valor minoritário”, relativizou Mário Centeno, dando conta de que há quase 210 mil famílias com empréstimos à habitação com moratória no regime público e cujas exposições médias se situam ao redor de 65 mil euros. Para estes casos, a moratória só expira em setembro ou depois disso.

Segundo o Banco de Portugal, os empréstimos da casa que estão no regime da APB e cujas moratórias terminam esta quarta-feira ascendem a cerca de 3,7 mil milhões de euros.

Mário Centeno abordou eventuais dificuldades que as famílias podem sentir na retoma das prestações da casa a partir de 1 de abril. Para o governador do Banco de Portugal, as soluções para estas situações devem ser encontradas dentro dos bancos, caso a caso. “A negociação tem de ser bilateral. A reestruturação dos créditos deverá ser vista em ligação direta com os clientes. Os bancos estão a seguir muito de perto esta evolução. Os instrumentos para fazer face a essa dificuldade residem dentro dos bancos”, referiu.

“A informação que temos dos bancos é que estão a trabalhar com os seus clientes no sentido de haver uma transição normal dentro daquilo que é a atividade bancária”, frisou.

Centeno adiantou ainda no Parlamento que desde o pico, em junho, que o crédito hipotecário em moratória privada caiu cerca de dois mil milhões de euros.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Moratórias chegam ao fim para mais de 80 mil devedores

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião