Queixas sobre ginásios disparam 111% no último ano

Dados do Portal da Queixa mostram que, desde o início do ano de 2021, os portugueses já registaram um total de 229 reclamações.

Numa altura que fica marcada pela reabertura dos ginásios surgem dados recolhidos através do Portal da Queixa que mostram que, no último ano, estes espaços foram alvo de um enorme aumento ao nível do número de reclamações recebidas, em comparação com o mesmo período do ano anterior.

Assim, entre 1 de abril de 2020 e 31 de março de 2021, o setor sofreu um crescimento de 111% ao nível das queixas de que foi alvo (735 reclamações), em comparação com o período homólogo, que ficou marcado pela existência de “apenas” 348 queixas. Junho, julho de 2020 e fevereiro deste ano foram os meses onde existiram mais reclamações — 98, 107 e 107, respetivamente.

As principais motivações que levaram os portugueses a expressar o seu desagrado no Portal da Queixa, durante os últimos 12 meses, relacionam-se com pedidos de cancelamento de contrato (41%), cobranças indevidas (34%) e falta de apoio (13%), por esta ordem.

Por sua vez, o Fitness Up apresenta-se como a marca de ginásios que mais reclamações recebeu nos últimos 12 meses (279 queixas), seguindo-se o Fitness Hut (220) e o Solinca Classic (110 queixas). O Fitness Up foi, também, a entidade que registou o maior aumento face ao ano anterior (+381%), seguindo-se o Solinca Light (+100%). Quanto às marcas detentoras de um maior índice de satisfação entre os clientes, destacam-se o Fitness Hut (76,4) e o Holmes Place (74,1).

Só desde o início do ano, os portugueses já registaram um total de 229 reclamações na referida plataforma. Até dia 4 de abril, houve assim um aumento de 82% face ao mesmo período de 2019, altura em que se tinham registado apenas 126 queixas. Nestes três meses, 71% das reclamações derivaram de débitos indevidos de mensalidades (162 queixas) e o Fitness Up angariou 79% do total das reclamações (181).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Queixas sobre ginásios disparam 111% no último ano

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião