Empresas deixam 72 milhões no fundo de compensação do trabalho

  • ECO
  • 12 Abril 2021

O Fundo de Compensação do Trabalho tem 72 milhões de euros "esquecidos" pelas empresas, referentes a mais de um milhão de contratos cessados. Desconhecimento é uma das razões.

Há 72 milhões de euros “esquecidos” no Fundo de Compensação do Trabalho. O valor está no relatório e contas do fundo, que é o principal de entre os que foram criados em 2013 para garantir o pagamento das compensações por despedimento, noticia o Jornal de Negócios (acesso pago).

As empresas portuguesas estão obrigadas a descontar 1% do salário dos novos trabalhadores para estes fundos, mas podem recuperar dinheiro quando um trabalhador deixa a empresa. Ora, o montante não reclamado representa mais de um milhão de contratos cessados e mais de 100 mil empregadores.

Uma das justificações dadas ao jornal pelas associações patronais é o desconhecimento das empresas sobre o funcionamento do fundo, mas também falta de meios administrativos.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Empresas deixam 72 milhões no fundo de compensação do trabalho

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião