Altice Portugal acredita que SIRESP “vai acabar a 30 de junho”

  • ECO
  • 14 Abril 2021

A Altice ainda não recebeu "qualquer contacto" do Governo sobre o que acontece ao SIRESP quando acabar o atual contrato de fornecimento de serviços no verão, garantiu Alexandre Fonseca.

O presidente executivo da Altice Portugal acredita que o SIRESP a “acabar a 30 de junho”, uma vez que a empresa ainda não teve “qualquer tipo de contacto” da parte do Governo para definir o que acontece depois do fim do atual contrato de prestação de serviços.

“A esta curta distância, para um contrato desta complexidade, com os meios técnicos e humanos que envolve, diria que estamos em cima da hora”, afirmou Alexandre Fonseca, numa entrevista ao Diário de Notícias. A dona da Meo era acionista da empresa que gere a rede comunicações de emergência do Estado, mas o Governo comprou a totalidade do capital no final de 2019, mantendo-se a Altice e parceiros a gerirem a rede.

A 15 de outubro de 2020 foi criado um grupo de trabalho para determinar o que acontece após o fim do contrato no verão, estando em cima da mesa “a renovação de um modelo de concurso, um modelo de concessão ou de exercício direto”. Desconhecem-se eventuais conclusões.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Altice Portugal acredita que SIRESP “vai acabar a 30 de junho”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião