Portugal duplica número de testes à Covid-19 numa semana. Entra no top 10 da UE

Portugal está a realizar 3.388 testes por 100 mil habitantes, o que o coloca em 10º lugar na União Europeia. Trata-se de uma subida de 11 lugares face ao anterior balanço. Taxa de positividade recua.

No espaço de uma semana, Portugal mais do que duplicou o número de testes realizados por cada 100 mil habitantes. O país está a realizar 3.388 testes por cada 100 mil habitantes, o que o coloca em décimo lugar a nível europeu, de acordo com os dados divulgados na quinta-feira pelo Centro Europeu de Controlo de Doenças (ECDC, na sigla em inglês). Trata-se de uma subida de dez lugares face ao ranking anterior.

Na quarta-feira, durante a votação do prolongamento do estado de emergência, a discussão aqueceu quando Bloco de Esquerda e PSD criticaram a estratégia de testagem do Governo, frisando que está “muito aquém” das necessidades e lamentando que Portugal seja uma dos países da UE que menos testes realiza. A ministra da Saúde ripostou, com um gráfico na mão e referindo que “não é verdade” que Portugal seja dos países que menos testam por cada 100 mil habitantes, sublinhando que a estratégia já foi alargada na comunidade escolar e defendendo os auto testes.

E se os dados anteriores divulgados pelo ECDC, referentes a 8 de abril, revelavam que Portugal estava em 21.º ao nível dos testes realizados na União Europeia, com 1.619 testes realizados por cada 100 mil habitantes, os dados divulgados esta quinta-feira demonstram que a estratégia de testagem acelerou. O país está a fazer 3.388 testes diários por cada 100 mil habitantes, mais do dobro face aos realizados na semana anterior.

Dentro do bloco comunitário, Portugal está agora em décimo lugar em termos de testes diários realizados por cada mil habitantes, uma subida de dez posições face ao anterior balanço (estava em 21.º). Assim, na União Europeia apenas nove Estados-membros têm um registo superior, sendo que a Dinamarca ultrapassou o Chipre e lidera com 45.255 testes realizados por cada 100 mil habitantes. O país é seguido pelo Chipre (com 42.356 testes por 100 mil habitantes), Áustria (23.228 testes), República Checa (9.805 testes), Luxemburgo (8.725 testes), Letónia (5.045 testes), França (3.874 testes), Noruega (3.431 testes) e Lituânia (3.398).

No polo oposto, está a Eslováquia com 1.011 testes realizados por 100 mil habitantes, o que a continua a colocar no último lugar na UE, seguida da Roménia (1.146 testes por 100 mil habitantes) e Alemanha (1.385).

Quanto à taxa de positividade, Portugal apresenta uma taxa média de cerca de 13%, o que significa que por cada 100 testes realizados são detetados menos de dois casos de infeção por Covid-19. Trata-se também de uma redução de 0,4% face ao balanço anterior e coloca o país em 23.º lugar a nível europeu, uma subida de duas posições (já que estava em 25.º lugar).

Neste contexto, Portugal continua a ser um dos países da Europa com uma menor taxa de positividade, apenas superado por quatro países: Chipre (1%), Áustria (0,89%), Islândia (0,36%) e Dinamarca (0,17%). Por outro lado, a Polónia regista a maior taxa de positividade da UE (22,6%), seguida pela Bulgária (18,8%) e pela Hungria (18,7%). De sublinhar que o ECDC recomenda que a taxa de positividade esteja abaixo dos 4%.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Portugal duplica número de testes à Covid-19 numa semana. Entra no top 10 da UE

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião