Cosec lucra 2,4 milhões em 2020

  • ECO Seguros
  • 26 Abril 2021

A empresa fechou 2020 a crescer 28% em prémios de novas operações de seguro de créditos e taxa de retenção nos 91%. A seguradora de crédito-exportação garantido pelo Estado afirma 51% de quota.

 

A Cosec-Companhia de Seguro de Créditos registou um resultado líquido positivo de 2,4 milhões de euros no ano passado. “Excluindo as mais-valias da venda de imóveis de investimento do resultado de 2019, o resultado líquido de 2020 teve uma quebra de 43%,” revelou a companhia sediada em Lisboa.

O rácio de solvência “manteve-se bastante elevado, situando-se acima dos 235%, o que demonstra a solidez da companhia”, afirma o comunicado da empresa detida em partes iguais pelo BPI (CaixaBank) e a Euler Hermes (Allianz).

Apesar do “difícil contexto” imposto pela pandemia a partir do final do primeiro trimestre de 2020 – incluindo medidas sanitárias e acentuada quebra da atividade económica em Portugal e nos seus principais mercados de exportação –, a companhia presidida por Maria Celeste Hagatong destaca “bom desempenho comercial”:

  • Manteve-se a empresa líder no mercado dos seguros de créditos em Portugal, com uma quota de mercado de 51%;
  • O volume dos prémios em novas operações de seguro de créditos registou um acréscimo de 28% relativamente ao ano anterior;
  • A taxa de retenção de clientes foi superior a 91%;
  • A exposição assumida pelos seguros de créditos que estavam em vigor no final de 2020 apresentou um decréscimo de 7,2% relativamente ao ano anterior, quando o mercado caiu cerca de 12% no mesmo período;
  • Registou um acréscimo de 15% nos prémios dos seguros de caução, com a captação de 90 novos clientes, e a sua quota de mercado neste produto foi de 37%, a segunda melhor posição no mercado português.

Contudo, refere o comunicado, em consequência de um cenário macroeconómico “extremamente desfavorável, os resultados de 2020 foram muito afetados pelo aumento do custo dos sinistros, líquido de resseguro, que teve um acréscimo de 45% face ao ano anterior”. Não obstante, “a sinistralidade real tem vindo a mostrar-se, até agora, abaixo das expectativas”, explica.

Em 2020, “foi acelerado o processo de digitalização da companhia, tendo sido desenvolvida a automação e instalação dos primeiros robots”, para além de outras melhorias implementadas em soluções destinadas a clientes e parceiros, sendo que o número de reuniões, com recurso a meios digitais, atingiu um “nível nunca antes alcançado”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Cosec lucra 2,4 milhões em 2020

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião