Gás natural chamado a produzir energia elétrica. Consumo aumenta 57%

Diz a REN que no mês passado "as condições foram desfavoráveis para as energias renováveis" em Portugal: a produção renovável abasteceu 54% do consumo e a não renovável (incluindo gás natural) 41%.

De acordo com os dados mais recentes da REN, o consumo de gás natural registou no mês de abril de 2021 um crescimento de 57% face ao período homólogo, devido a uma “maior utilização das centrais de produção de energia elétrica a gás natural”.

Já no segmento convencional, ou seja, no consumo doméstico, empresarial e industrial, diz a REN que o crescimento foi também significativo, com uma variação homóloga de 13,8%.

“No período de janeiro a abril, o consumo acumulado anual de gás natural regista ainda uma variação homóloga negativa de 1,7%, resultado de uma contração de 15,6% no segmento de produção de energia elétrica e de um crescimento de 4,2% no segmento convencional, que abrange os restantes consumidores”, refere a REN, em comunicado.

Na eletricidade, o consumo registou em abril um crescimento homólogo de 6,5%, ou 10,4% com correção de temperatura e número de dias úteis. No total dos primeiros quatro meses do ano o consumo cresceu 0,9%, ou 0,8% com correção de temperatura e dias úteis.

Na análise da REN, durante o mês de abril “as condições foram desfavoráveis para as energias renováveis”: a produção renovável abasteceu, 54% do consumo, a não renovável abasteceu 41% enquanto a importação de energia assegurou os restantes 5%.

O índice de produtibilidade hidroelétrica manteve-se nos 0,78 (média histórica igual a 1) e o de eolicidade nos 0,60 (média histórica igual a 1), tratando-se, neste último caso, do mais baixo registo para o mês de abril desde 2001, de acordo com os registos da REN.

No período de janeiro a abril, a produção renovável abasteceu 74% do consumo (incluindo saldo exportador), repartida pela hidroelétrica com 39%, eólica com 27%, biomassa com 6% e fotovoltaica com 2%. A produção não renovável abasteceu 23% do consumo a partir de gás natural e 2% a partir de carvão. O saldo de trocas com o estrangeiro, exportador, equivaleu a cerca de 2% do consumo nacional.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Gás natural chamado a produzir energia elétrica. Consumo aumenta 57%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião