Portugal volta ao mercado para emitir dívida a 10 anos. Taxa está nos 0,5%

Esta será a primeira operação de financiamento de longo prazo deste segundo trimestre do ano, sendo o primeiro leilão realizado na linha que passou a ser referência para o prazo a 10 anos.

Portugal vai voltar ao mercado para se financiar. Agendou um leilão duplo de dívida de longo prazo, com emissões a 10 e a 14 anos que serão realizadas na próxima semana, isto numa altura em que a taxa para o prazo de referência está nos 0,5%. Quer obter até 1.250 milhões de euros.

“O IGCP vai realizar no próximo dia 12 de maio pelas 10h30 horas dois leilões de obrigações do Tesouro com maturidade em 17 de outubro de 2031 e 12 de outubro de 2035”, refere a agência liderada por Cristina Casalinho.

“O montante indicativo global foi fixado entre 1.000 milhões e 1.250 milhões de euros”, acrescenta o comunicado da Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP).

Esta será a primeira operação de financiamento de longo prazo deste segundo trimestre do ano, sendo o primeiro leilão realizado na linha que passou a ser referência para o prazo a 10 anos.

Portugal lançou a nova linha de obrigações do Tesouro com maturidade em 2031 no arranque de abril. Nessa emissão sindicada de dívida a 10 anos, o IGCP colocou 4 mil milhões de euros com uma taxa de juro em torno de 0,3%.

Nas últimas semanas, perante a perspetiva de recuperação da economia, mas também com sinais de que o BCE poderá vir a abrandar o ritmo de compras de dívida soberana, os juros da dívida pública têm vindo a agravar-se no mercado. De acordo com a Bloomberg, a taxa a 10 anos de Portugal nos mercados está a ser negociada a uma taxa de 0,50%.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Portugal volta ao mercado para emitir dívida a 10 anos. Taxa está nos 0,5%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião