BCP avança mais de 3% e dá quinta subida consecutiva ao PSI-20

As ações do BCP e da EDP Renováveis subiram mais de 3%, permitindo ao PSI-20 fechar pela quinta sessão consecutiva em alta. Na Europa, os índices também valorizaram.

O PSI-20 subiu 0,7% para os 5.278,8 pontos na sessão desta terça-feira, acumulando cinco sessões consecutivas de ganhos. O principal índice nacional fechou em máximos de janeiro deste ano, mantendo-se abaixo dos valores registados antes da pandemia. Durante a sessão, a praça lisboeta chegou a tocar em máximos (intradiários) de fevereiro do ano passado, altura em que as bolsas começaram a cair a pique por causa da Covid-19.

Na sessão desta terça-feira, as principais praças europeias também valorizaram, ainda que menos do que o PSI-20. O Stoxx 600, o índice que agrega as 600 principais cotadas europeias, subiu 0,3%, ao passo que o alemão DAX e o espanhol IBEX avançaram 0,1%.

Em Lisboa, apenas quatro cotadas desvalorizaram, de onde se destaca a Ibersol com uma queda de 1,33% para os 5,92 euros, e duas ficaram inalteradas (REN e Sonae). As restantes cotadas registaram valorizações significativas com a maioria a subir mais de 1%.

Esse foi o caso do BCP que avançou 3,75% para os 16,62 cêntimos, acumulando dez sessões consecutivas de ganhos. A cotada está em máximos de final de fevereiro, mantendo-se ainda abaixo do nível pré-pandemia em que negociava nos 20 cêntimos. Neste momento, os investidores digerem os resultados do banco: no primeiro trimestre conseguiu lucrar 57,8 milhões de euros, mais 60% do no mesmo período do ano passado, apesar das perdas na Polónia.

É de destacar ainda a subida de 3,74% da EDP Renováveis para os 18,88 euros e a valorização de 3,63% dos CTT para os 3,99 euros. Nota também para o avanço da Mota-Engil de 3,30% para os 1,44 euros e a subida de 2,04% da EDP para os 4,64 euros.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

BCP avança mais de 3% e dá quinta subida consecutiva ao PSI-20

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião