Receitas da Vodafone sobem para 1,08 mil milhões em ano de pandemia

Entre abril de 2020 e março de 2021, a operadora viu as receitas totais subirem 0,3%, enquanto as de serviços cresceram 0,6%.

Num ano fortemente marcado pela pandemia, a Vodafone Portugal viu as receitas totais crescerem 0,3% para um total de 1.084 milhões de euros. De acordo com os resultados apresentados esta terça-feira, referentes ao período entre abril de 2020 e março de 2021, a empresa detalha que os principais indicadores “mantiveram a tendência positiva registada nos últimos anos”.

No último ano fiscal, as receitas de serviços da Vodafone subiram 0,6% para 989 milhões de euros. Para a empresa, “este crescimento sustentado de um dos mais importantes indicadores de negócio [receitas de serviço] só é possível graças à contínua estratégia de investimento e diversificação do negócio, implementada ao longo dos últimos anos”.

Numa análise ao quarto trimestre do ano fiscal 2020-2021 (entre janeiro e março de 2021), as receitas totais aumentaram 2,1% e as de serviço cresceram 1,3% face ao mesmo período do ano anterior, refere o comunicado. Durante o quarto trimestre fiscal, a empresa “continuou a expandir a sua presença em todo o país”, alcançando 3,8 milhões de lares e empresas (+9,5%).

No final de março, em termos de segmento móvel (telemóvel), a operadora contava com cerca de 4,52 milhões de clientes. “Continuou a preparar a sua rede para a quinta geração móvel e voltou a demonstrar, em várias ocasiões, importantes casos de utilização que confirmam o potencial do 5G”, lê-se.

Já no segmento fixo, “a Vodafone manteve o seu desempenho positivo”, “a um ritmo constante num ambiente muito competitivo”. Este negócio foi um dos que contribuiu para os resultados trimestrais, com os clientes de banda larga a atingirem 814 mil (+9,6%) e os clientes de TV 749 mil (+10,3%).

“Este foi mais um exercício de expressivo investimento no país, com reflexo na melhoria dos processos de relação com os clientes e na modernização de sistemas e redes”, diz Mário Vaz, CEO da Vodafone Portugal, citado em comunicado. “O ano 20/21 foi marcado pelo empenho excecional dos nossos colaboradores e parceiros que, em conjunto, garantiram, num enquadramento de profunda crise económica, a solidez dos resultados financeiros“.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Receitas da Vodafone sobem para 1,08 mil milhões em ano de pandemia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião