Lisboa recua num dia morno nas bolsas, à espera dos dados da inflação

Os investidores vão conhecer no final da semana os dados da inflação nos EUA, que deverão mostrar a maior subida desde 2008. Até lá, negociações arrancam mornas nas bolsas europeias.

As bolsas europeias abriram sem rumo definido. A maioria dos índices regista ganhos marginais, acompanhando a tendência dos mercados asiáticos. Mas a bolsa portuguesa recua.

Os investidores estão cautelosos, à entrada de uma semana marcada pela divulgação de importantes dados económicos, como a taxa de inflação em abril nos EUA. A leitura deverá cifrar-se nos 3,5%, o maior aumento desde 2008, de acordo com um consenso recolhido pela Bloomberg.

O pan-europeu Stoxx 600 soma 0,1%, enquanto o britânico FTSE 100 ganha 0,3%; o francês CAC-40 avança 0,2%; e o espanhol IBEX-35 valoriza 0,3%. Em Lisboa, o PSI-20 toma um caminho distinto: o índice recua 0,2%, para 5.260,87 pontos.

A EDP perde 0,30%, para 4,728 euros, penalizando o PSI-20. A operadora Nos cede 0,26%, para 3,112 euros, ao passo que, no setor postal, os CTT derrapam 0,87%, para 3,99 euros por ação.

Evolução do preço das ações da EDP:

A amparar a bolsa, impedindo uma queda maior, está a EDP Renováveis, que valoriza 0,15%, para 19,59 euros. Já a Galp Energia ganha 0,10%, para 9,976 euros, beneficiando de uma recuperação do preço do petróleo nos mercados internacionais: o Brent, referência para as importações nacionais, avança 1,01%, para 67,11 dólares cada barril, em linha com os futuros do WTI em Nova Iorque.

Os receios em torno da subida da inflação voltarão a estar em destaque esta semana, numa altura em que se teme o “sobreaquecimento” da economia, principalmente nos EUA, onde os fortes estímulos monetários e orçamentais passaram a ser realidade após a chegada da pandemia. Também esta semana, os investidores irão conhecer uma leitura atualizada do indicador do sentimento económico.

Destaque final para o preço da bitcoin, que cai 0,33%, para 36.622,4 dólares cada moeda, na sequência de um fim de semana de alta volatilidade, em que as criptompoedas voltaram a perder valor. Nos últimos sete dias, a moeda virtual mais popular do mundo já perdeu 17,85%.

Ainda no mercado dos criptoativos, o Ethereum avança 2%, para 2.251,72 dólares, acumulando uma perda de 34,48% no espaço de sete dias.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Lisboa recua num dia morno nas bolsas, à espera dos dados da inflação

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião