Governo dá 3,8 milhões para ciclovias em Lisboa e para ligar Fundão à Guarda

O objetivo é construir nove ciclovias para bicicletas com cerca de 46 quilómetros que fará a ligação entre municípios da Área Metropolitana de Lisboa e entre o Fundão e a Covilhã.

O Governo aprovou esta quarta-feira os contratos de financiamento para a construção de nove ciclovias de interligação municipal. Estes projetos, financiados pelo Fundo Ambiental em 3,8 milhões de euros, permitem avançar com ciclovias de ligação entre municípios da Área Metropolitana de Lisboa e entre o Fundão e a Covilhã.

Lisboa, Odivelas, Loures, Oeiras, Amadora, Sintra, Fundão e Covilhã foram os municípios beneficiários deste aviso do Fundo Ambiental, de 2019, que promovia a construção de ciclovias entre aglomerações contíguas. Será assim apoiada a construção de cerca de 46 quilómetros de vias para bicicletas, o que corresponde a um investimento total de cerca de 12 milhões de euros, avança o gabinete do ministro do Ambiente e Ação Climática, João Matos Fernandes.

O Programa Portugal Ciclável 2030 (PC2030) prevê, até 2030, a construção de cerca de mil quilómetros de ciclovias e um financiamento de 300 milhões de euros, que, estima-se, permitirá uma poupança de emissões de dióxido de carbono até 50 mil toneladas

A Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa (EMEL) irá ser responsável pela construção de 5.572 metros de ciclovias, que irão ligar Lisboa a Odivelas, Amadora, Moscavide, Sacavém e Algés, num investimento de 2.750.347 euros, que contará com 650.716 euros de financiamento do Fundo Ambiental.

Com a construção destas cinco ciclovias intermunicipais, que devem estar prontas até ao final de 2022, a EMEL pretende reforçar a promoção do uso da bicicleta como uma forma de mobilidade prática e segura em meio urbano, de acordo com a EMEL.

A ciclovia com maior extensão (9.992 metros) ligará o Restelo a Algés, seguindo-se a de Benfica à Amadora (5.350 metros), Lumiar a Odivelas (2.130 metros), Olivais a Moscavide (1.392 metros) e Parque da Nações a Sacavém (1.026 m).

Este apoio do Fundo Ambiental surge no âmbito da estratégia do Governo de promoção da mobilidade suave. O PC2030 é constituído por três subprogramas, cada um dos quais respeitante a situações distintas: Interconexões entre Aglomerações Relevantes, Articulação entre Aglomerações Contíguas e Ciclovias Estruturantes em Aglomerações Isoladas.

(Notícia atualizada às 15H07 com mais informações)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Governo dá 3,8 milhões para ciclovias em Lisboa e para ligar Fundão à Guarda

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião