Revolut procura diretor-geral em Portugal

A startup financeira está à procura de um diretor-geral para o mercado português. A empresa não faz comentários sobre a vaga de emprego, mas Ricardo Macieira deverá continuar na liderança.

A Revolut está à procura de um diretor-geral (general manager) para o mercado português. A vaga surgiu há uma semana na rede social LinkedIn e tinha gerado, até esta quinta-feira, mais de duas centenas de candidaturas, de acordo com a plataforma.

Não foi possível confirmar se outra oportunidade equivalente já tinha sido publicada antes no LinkedIn, ou mesmo na página de vagas de emprego no site da Revolut.

Contactada pelo ECO, a fintech britânica não quis comentar os motivos que levaram à abertura desta posição. Ricardo Macieira desempenha os papéis de diretor local (country manager) e responsável para a área de crescimento (head of growth) desde junho de 2019, altura em que deixou a liderança da plataforma Airbnb no país.

Ao que foi possível apurar, não existirá um plano iminente para a saída de Macieira da liderança da Revolut, disse ao ECO uma fonte familiarizada com o assunto. Mas não é claro em que posição ficaria o atual diretor após a entrada de um diretor-geral.

Pela análise da descrição da vaga de emprego no LinkedIn, é possível que existam sobreposições nas tarefas a desempenhar. Por exemplo, são da responsabilidade do general manager áreas como o “planeamento e execução” de estratégias, o “crescimento e marketing”, entre outras. Cargos atualmente encabeçados pelo country manager.

Para serem aceites, os candidatos devem ter mais de dois anos de experiência a liderar uma startup, bem como passagens pela banca de retalho ou por uma fintech. É ainda necessário que saibam falar português ao nível nativo.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Revolut procura diretor-geral em Portugal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião