Presidente da República diz que “já não é possível voltar atrás” no desconfinamento

Em visita oficial à Eslovénia, Marcelo Rebelo de Sousa disse que Portugal já não pode "voltar atrás" no desconfinamento, devido ao impacto das medidas na sociedade e na economia.

O Presidente da República considera que “já não é possível voltar atrás” no desconfinamento, devido ao impacto económico e social das restrições para controlar a Covid-19. Para Marcelo Rebelo de Sousa, o país está num momento de “transição” para o que se espera que seja o fim da pandemia.

“Os portugueses sabem que estamos num período sensível: chama-se junho e julho. Maio vencemo-lo bem. Já abril tínhamo-lo vencido bem. Agora, o problema é fazer o desconfinamento num equilíbrio que significa já não voltarmos atrás. Porque já não é possível voltar atrás, nem desejável, em termos de restrições que impliquem fechar a atividade económica e social e não ter turismo”, afirmou durante uma visita oficial à Eslovénia, em declarações transmitidas pela RTP3.

Segundo o Presidente da República, “a parte mais difícil está feita”. “Foi feita em janeiro, fevereiro, março, abril, até maio. Trata-se a ponta final da transição. Uns acham que se vai depressa demais, outros devagar demais. Eu tento tomar uma posição de equilíbrio”, acrescentou Marcelo Rebelo de Sousa.

Justificando-se com o facto de estar fora do país, como já é habitual, o chefe de Estado não quis fazer comentários sobre situações concretas em Portugal, incluindo alguns descontrolos na final da Liga dos Campeões, que teve lugar no Porto. Mas disse que “não se pode” criar a ideia em alguns setores “mais sensíveis” de que a vida e a saúde não estão “suficientemente” garantidas.

Referindo-se à visita à Eslovénia, Marcelo Rebelo de Sousa disse ter ouvido elogios aos portugueses: “A experiência portuguesa é vista com muito apreço. Portugal foi dos primeiros a ter a terceira vaga. Começámos a sair mais cedo e o que eu ouvi, curiosamente, foi um elogio aos portugueses sobre a forma como tinham enfrentado as várias vagas, comparando com outras experiências em que foi difícil convencer as pessoas ao confinamento tão longo.”

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Presidente da República diz que “já não é possível voltar atrás” no desconfinamento

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião