Telecomunicações e carros mais caros em Portugal que na média europeia. Tudo o resto é mais barato

Nas telecomunicações e nos carros, os portugueses têm de gastar mais dinheiro do que a média europeia. Mas em todas as restantes categorias pagam menos.

O que é mais barato e mais caro em Portugal em comparação com a média europeia? A ferramenta do Eurostat de preços atualizada para os valores de 2020 responde a essa pergunta, mostrando como comparam os Estados-membros em categorias como bebidas alcoólicas, roupa e calçado, mobília, custos com a casa, entre outras. Apenas nas telecomunicações e nos carros é que os portugueses pagam mais do que a média da União Europeia.

Em Portugal, os preços das telecomunicações, o que inclui os tarifários móveis e o preço da internet fixa, são 18,1% mais caros do que na média europeia. Há países mais ricos que ficam abaixo da média como é o caso de França e da Itália. Por outro lado, o país onde é mais caro é na Grécia onde os preços das telecomunicações ficam 73% acima da média europeia.

No caso dos veículos para transporte pessoal (carros, motos e bicicletas), os portugueses pagam mais 7,9% do que a média europeia. É mais do que países como a Alemanha e a Suécia, mas menos do que os 37,3% a mais que os dinamarqueses têm de pagar. Em Espanha, os preços dos carros ficam 4% abaixo da média europeia.

Nas restantes oito categorias disponibilizadas pelo Eurostat, os portugueses pagam menos pelos bens ou serviços do que a média europeia. É o caso dos transportes públicos como os autocarros, comboio, avião ou barco em que o preço fica 15,2% abaixo da média da UE.

Mas a maior diferença está nos restaurantes e hotéis onde os preços estão entre os mais baixos da UE: ficam 28,9% abaixo da média, apenas acima da Lituânia, República Checa, Hungria, Roménia e Bulgária.

Há ainda o mobiliário da casa (-4,3%), os custos com a casa como a renda e as contas da água e eletricidade (-19,5%), a roupa e o calçado (-4,2%), bebidas alcoólicas e tabaco (-5,4%), a comida (-4,1%) e o entretenimento e a cultura (-11,8%).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Telecomunicações e carros mais caros em Portugal que na média europeia. Tudo o resto é mais barato

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião