Warren Buffett demite-se da administração da Fundação Bill e Melinda Gates

  • Lusa
  • 23 Junho 2021

"Os meus objetivos estão 100% em sintonia com os da fundação e a minha participação física não é de modo algum necessária para atingir aqueles objetivos", reiterou Warren Buffett.

Warren Buffett renunciou ao cargo de administrador da Fundação Bill e Melinda Gates, foi esta quarta-feira anunciado. O anúncio surge semanas depois de Bill e Melinda Gates anunciarem que se estavam a divorciar após 27 anos de casamento, mas que continuariam a gerir conjuntamente a instituição, uma das maiores fundações caritativas do mundo.

Gates era anteriormente a pessoa mais rica do mundo, com uma fortuna estimada em mais de 100 mil milhões de dólares. “Durante anos fui administrador – um administrador inativo – de apenas um beneficiário dos meus fundos, a Fundação Bill e Melinda Gates (BMG). Estou agora a demitir-me desse cargo, tal como tenho feito em todos os conselhos de administração de empresas que não o da Berkshire’s”, disse Buffett num comunicado hoje divulgado.

“O CEO da BMG é Mark Suzman, uma notável escolha recente que tem o meu total apoio. Os meus objetivos estão 100% em sintonia com os da fundação e a minha participação física não é de modo algum necessária para atingir aqueles objetivos”.

Buffett, presidente e CEO da Berkshire Hathaway, disse também esta quarta-feira que está a meio caminho de atingir o seu objetivo de doar a totalidade das suas ações no conglomerado, e que está a fazer mais 4,1 mil milhões de dólares em donativos.

Buffett não deu qualquer razão para abandonar a Fundação Gates, mas foram levantadas questões sobre a estrutura da sua liderança depois de terem sido divulgados relatórios sobre o comportamento de Bill Gates no local de trabalho.

Os membros da direção da Microsoft Corp. decidiram em 2020 que não era apropriado que Gates, cofundador da empresa, fizesse parte da sua direção enquanto investigavam a relação romântica anterior do bilionário com uma funcionária da Microsoft, que foi considerada inadequada.

A Fundação Bill e Melinda Gates disse que não está a investigar as alegações nos meios de comunicação social, uma vez que o incidente relatado envolvendo uma das maiores e mais influentes organizações sem fins lucrativos do mundo foi feito por “uma antiga funcionária anónima”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Warren Buffett demite-se da administração da Fundação Bill e Melinda Gates

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião