E se os CEO passarem a ser também CCV? Community chief of vegetables

A Noocity e a True lançaram o desafio aos CEO das maiores empresas portuguesas de serem, também, CCV, que é como quem diz, community chief of vegetables, e abraçarem as hortas corporativas.

Horta corporativa da Microsoft

A Noocity quer acrescentar um cargo aos CEO das maiores empresas portuguesas. Em conjunto com a True lançou o desafio a estes líderes de serem, também, CCV, que é como quem diz, community chief of vegetables, abraçando o projeto das hortas corporativas.

“Enquanto plantamos, colhemos e arrancamos ervas daninhas, criamos comunidade e fortalecemos as relações humanas. E todos sabemos como estas únicas podem estar um bocadinho murchas depois de tanto confinamento e reuniões zoom”, diz o CEO e cofundador da Noocity, José Ruivo, no vídeo da campanha.

Os CEO receberam, entregue por um dos agricultores da Noocity, um pedaço de terra e um cartão de visita com o seu novo cargo, onde se encontrava um QR code com um vídeo a explicar-lhes a sua nova função.

O objetivo da startup portuguesa é tornar o regresso ao escritório mais agradável, fomentar as relações humanas e aproximar as pessoas da terra, através de hortas urbanas. “As empresas estão atentas e a pensar em como será o regresso aos escritórios e à normalidade. Acreditamos que o escritório terá uma função mais social do que nunca, será um local para as pessoas se encontrarem, antes de ser um local de trabalho”, dizia José Ruivo à Pessoas no final de maio.

Do ponto do team building, as hortas cumprem muito bem o seu papel: “As pessoas saem para a rua, estão juntas e conseguem criar laços muito fortes”.

A Natixis e a Microsoft são dois exemplos em Portugal que já contam hortas nos terraços dos edifícios e com um CCV, respondendo ao crescimento do movimento das hortas corporativas, num momento em que o espaço escritório está a ser repensado para acomodar novos modelos de trabalho.

Veja o vídeo da campanha da Noocity com a True:

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

E se os CEO passarem a ser também CCV? Community chief of vegetables

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião