Amazon e outros gigantes da tecnologia correm para comprar energia renovável

A Amazon comprometeu-se com um novo investimento em energias renováveis, numa altura em que as empresas tecnológicas colocam as renováveis em foco.

As empresas de tecnologia estão a financiar projetos de energia solar, eólica e outros projetos de energia renovável numa escala sem precedentes. A mais recente é a Amazon, que está a avançar com compromissos para comprar 1,5 gigawatts de capacidade de produção de centrais solares e eólicas em todo o mundo.

Os planos da empresa liderada por Jeff Bezos fazem parte do esforço para comprar energia renovável suficiente para cobrir todas as atividades da empresa até 2025, segundo avança o Wall Street Journal (acesso condicionado, conteúdo em inglês). Garantir que os investimentos reduzem as emissões é agora uma das preocupações de várias gigantes tecnológicas.

A Amazon, a Google, o Facebook e a Microsoft são quatro dos seis maiores compradores corporativos de contratos de energia renovável divulgados publicamente, respondendo por 30% do total acumulado de empresas em todo o mundo, de acordo com dados da Bloomberg citados pela publicação.

Em alguns países, responsáveis da área dizem que a disponibilidade das empresas de tecnologia de fazer despesas antecipadamente, ao assinar compromissos para comprar energia por um determinado preço por longos períodos, ajudou a tornar o papel das empresas mais relevante do que os subsídios do Governo como os principais impulsionadores do investimento renovável.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Amazon e outros gigantes da tecnologia correm para comprar energia renovável

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião