Maioria dos portugueses é favorável ao fim do teletrabalho obrigatório

  • ECO
  • 24 Junho 2021

Se tivessem de optar por um regime misto, maioria dos portugueses preferia ficar metade do tempo em teletrabalho, segundo uma sondagem da Intercampus.

A maioria dos portugueses é favorável ao fim do teletrabalho obrigatório, segundo uma sondagem da Intercampus para o Jornal de Negócios e o Correio da Manhã (acesso pago). Já se tivessem de escolher a modalidade do regime misto, a maior parte dos inquiridos escolhia ficar metade do tempo em teletrabalho e o resto presencialmente.

Questionados sobre se concordam com o fim do teletrabalho obrigatório, 49,7% responderam que sim, enquanto 41,1% não concordam. Já os restantes 9,2% não souberam responder ou não responderam. A modalidade é atualmente obrigatória nos concelhos de risco elevado, sendo que no resto do país passou a ser apenas recomendado.

Quanto à modalidade de regime misto, confrontados com três opções nesta sondagem, 40,6% dos inquiridos indicou preferir teletrabalho dois dias por semana e 36,7% optaria por trabalhar remotamente semana sim, semana não. Por outro lado, 13,3% preferiam trabalhar remotamente apenas um dia por semana.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Maioria dos portugueses é favorável ao fim do teletrabalho obrigatório

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião