BRANDS' ADVOCATUS The 2021 Future Ready Lawyer. Estará o setor jurídico preprarado para o pós-pandemia?

  • BRANDS' ADVOCATUS
  • 29 Junho 2021

Profissionais jurídicos de todo o mundo revelam as principais tendências e o quão preparadas as organizações jurídicas estão para enfrentar o futuro pós-pandemia.

A pandemia global foi um catalizador para mudanças imediatas em resposta à crise, e uma máquina do tempo que acelerou a transformação do setor jurídico. Que impacto teve nos profissionais jurídicos? O que aprenderam e no que se estão a concentrar para o futuro? E, talvez o mais importante, o que será necessário para prosperar no pós-pandemia?

O relatório Wolters Kluwer Future Ready Lawyer 2021: Moving Beyond the Pandemic fornece perceções de 700 profissionais jurídicos em toda a Europa e nos Estados Unidos da América. O estudo revela que o setor jurídico vê a transformação digital e a tecnologia como elementos essenciais para alcançar melhores resultados, incluindo melhores serviços, produtividade, eficiência e desempenho.

Foram encontradas uma série de disparidades no desempenho – diferenças na compreensão e nas capacidades – entre sociedades de advogados e departamentos jurídicos das empresas, as quais requerem atenção e melhorias. A pressão que enfrentam à medida que emergem da pandemia faz deste o momento ideal para os profissionais jurídicos transformarem as suas empresas.

A transformação digital neste setor, tal como em muitos outros, ganhou um impulso sem precedentes. No ano passado, a tecnologia foi a salvação para a profissão jurídica no serviço ao cliente, no contacto com colegas e ao gerar uma maior eficiência e produtividade. À medida que o setor jurídico recupera e o “novo normal” emerge, a tecnologia impõe-se como uma força motriz. Estarão as sociedades de advogados prontas para o futuro?

Principais tendências

Após um ano excecionalmente desafiante, os advogados preveem que as tendências já detetadas aumentem de intensidade ao passo que vamos ultrapassando a pandemia; contudo, poucos estão realmente preparados.

Relação cliente-empresa

Mais do que nunca, os departamentos jurídicos corporativos esperam que as sociedades de advogados potenciem o uso da tecnologia para aumentar a eficiência e a produtividade.

Os departamentos jurídicos são cada vez mais pressionados a fazer mais com menos recursos, e as soluções tecnológicas estão a tornar-se mais importantes como meio para o alcançar, tanto nos departamentos jurídicos como nas sociedades de advogados. Os departamentos jurídicos utilizam vários critérios para avaliar as sociedades de advogados, e a tecnologia tem sido um critério cada vez mais importante.

 

Departamentos jurídicos em mudança…

A pandemia intensificou a carga de trabalho no setor, mas os orçamentos mantiveram-se reduzidos. Os principais desafios indicados pelos departamentos jurídicos são: automatizar tarefas de rotina e aproveitar a tecnologia nos processos de trabalho; reduzir/controlar custos externos; e gerir as crescentes petições de outros departamentos.

Para ajudar a superar estes desafios, há a expectativa de aumentar o investimento em tecnologia.

… e sociedades de advogados também

A maioria das sociedades de advogados espera também mudanças na forma como prestam serviços no futuro. Antecipam mudanças em áreas como a prática jurídica, a relação com os clientes e o recrutamento e apercebem-se do impacto que as tecnologias transformacionais podem ter: big data e análise preditiva, aprendizagem automática, inteligência artificial e robotização de processos.

As principais mudanças que esperam fazer incluem:

Líderes em tecnologia foram mais resilientes

Embora a maioria das sociedades de advogados tenha conhecimento da importância crescente da tecnologia jurídica, nem todos estão a aproveitá-la para promover o desempenho e a continuidade do negócio, ou ganhar vantagem competitiva.

O inquérito constatou que aqueles que já utilizavam totalmente soluções tecnológicas estavam mais bem preparados para dar apoio à distância aos seus clientes quando a pandemia começou. Mais importante: também relataram um aumento da rentabilidade a taxas muito mais altas do que os outros. Apesar da pandemia, a rentabilidade das sociedades de advogados líderes em tecnologia aumentou significativamente mais do que a dos escritórios em transição ou aqueles que ficaram para trás.

Poderá aceder ao relatório completo aqui.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

The 2021 Future Ready Lawyer. Estará o setor jurídico preprarado para o pós-pandemia?

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião