EDP entra no 22º mercado e estreia-se no Vietname com projeto solar de 30 milhões

"O acordo a que chegámos para entrar no mercado vietnamita é um grande passo para consolidar a nossa presença na região da Ásia-Pacífico", disse o CEO da EDP, Miguel Stilwell d'Andrade.

A EDP Renováveis anunciou esta quarta-feira a celebração de um contrato de aquisição de um projeto de 28MW com a Trina Solar, no valor de 30,3 milhões de euros, que marca a entrada da empresa no Vietname. O negócio representa o primeiro passo do grupo para estabelecer uma presença na Ásia, frisa a EDP, que a partir de agora passa a estar presente em 22 geografias a nível mundial. Já a EDP Renováveis tem operação em 17 geografias no total.

O projeto de energia solar fotovoltaica Trung Son, situado na Província de Khanh Hoa, no Vietname, está já a funcionar desde dezembro de 2020 e tem um contrato de aquisição de energia (CAE) assinado com a Vietnam Electricity (EVN), a uma tarifa de aquisição de 20 anos (FiT).

“O acordo a que chegámos para entrar no mercado vietnamita é um grande passo para consolidar a nossa presença na região da Ásia-Pacífico e assim reforçar ainda mais a nossa posição de liderança global. O Vietname é um país que oferece grandes oportunidades, é uma das economias de mais rápido crescimento no Sudeste Asiático e tem, além disso, a necessidade de reduzir progressivamente a sua dependência energética. Graças a este novo marco, o grupo EDP reforça o seu compromisso de ser uma empresa sem carbono até 2025″, afirma Miguel Stilwell d’Andrade, CEO da EDP e EDP Renováveis.

Esta entrada no Vietname enquadra-se no Plano de Negócios da EDP Renováveis para 2021-25, sendo que a EDP garante que vai “continuar a investir na expansão para novas geografias, no âmbito do plano de crescimento de 20GW até 2025″.

Quanto ao Vietname, foi identificado como “uma das economias de crescimento mais rápido no Sudeste Asiático, com a procura de energia a aumentar cerca de 10% por ano”. Neste mercado, a energia térmica representa cerca de 50% do cabaz de capacidade instalada e a dependência da energia aumentou significativamente no país com importações líquidas que rondam atualmente 30% da procura de energia total, diz a EDP no mesmo comunicado.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

EDP entra no 22º mercado e estreia-se no Vietname com projeto solar de 30 milhões

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião