Kennedys com receitas globais de 308 milhões de euros

Entre 2020 e 2021, a Kennedys registou um valor de receitas globais de 800 milhões de euros, um crescimento de 11%. Já em Portugal, a sociedade não avançou o valor do crescimento.

A sociedade de advogados Kennedys faturou cerca de 308 milhões de euros entre maio de 2020 e abril de 2021. Segundo a firma inglesa, este valor representa um crescimento de 11% face ao valor registado nos resultados financeiros de 2019/2020. Já em Portugal, a sociedade não avança o valor do crescimento.

“Os resultados registados pela Kennedys no último ano, perante um contexto de grande adversidade, foram verdadeiramente impressionantes. Em Portugal, os números continuam a ser muito animadores, o que nos leva a olhar para o futuro com otimismo“, refere Paulo Almeida, sócio responsável pela atividade da firma em Portugal.

O líder da firma em Portugal acredita que estes números não seriam possível sem a dedicação e o profissionalismo de uma equipa “excecional”.

“As pessoas são o nosso maior ativo. Por isso mesmo, no último ano, fomos das primeiras sociedades a assumir que não iria efetuar qualquer corte nos rendimentos de sócios ou colaboradores, nem dispensar ninguém. Pelo contrário. Continuámos a promover e a contratar pessoas, a crescer e temos orgulho em afirmar que honrámos todos os compromissos assumidos. O futuro será certamente desafiante, contudo, estou certo de que nos iremos manter fiéis à nossa estratégia, que passa por apoiar os nossos clientes em todas as frentes e assegurar que eles, bem como os nossos colaboradores, podem encarar o futuro com confiança”, conclui.

Em comunicado, a Kennedys refere também que cresceram em 10% no número de colaboradores, em todo o mundo, elevando o total para cerca de 2.300. A firma inglesa apostou ainda em cinco novos escritórios: São Francisco (EUA), Telavive (Israel), Leeds (Reino Unido), Perth (Austrália) e Mascate (Omã), e estabeleceu uma parceria (Canadá – associação com a Doldens).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Kennedys com receitas globais de 308 milhões de euros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião