Mão portuguesa põe plástico dos oceanos nos ténis da O’Neill

Com esta parceria, a Zouri e a americana O"Neill querem retirar das praias portuguesas 50 toneladas de plásticos em dois anos.

A Zouri, marca portuguesa de calçado sustentável, juntou-se à americana O”Neill para lançarem uma linha de calçado com 12 modelos feitos a partir de lixo apanhado nas praias portuguesas. O objetivo das duas marcas é retirar das praias portuguesas 50 toneladas de plásticos em dois anos.

Esta coleção vai estar nas lojas da O”Neill já este verão, a partir de agosto, em dez mercados europeus, nomeadamente Alemanha, Holanda, Bélgica, Luxemburgo, Reino Unido, França, entre outros. Em Portugal, a coleção vai estar disponível em setembro na loja online da marca portuguesa. Os preços rondam entre 100 euros e 120 euros.

Com esta parceria vai ser possível “reutilizar muito mais plástico e conseguir promover a marca além-fronteiras de uma forma muito interessante. A O”Neill é uma marca forte e ao estarmos associados a eles a expectativa é que o processo de internalização seja acelerado”, destaca a fundadora da Zouri, Adriana Mano.

“A O”Neill entrou em contacto connosco em maio do ano passado já com a perspetiva de colaboração. O primeiro requisito foi que todos os matérias tinham que ser sustentáveis ou que houvesse garantia de sustentabilidade em todos os materiais escolhidos, o segundo requisito era que tudo fosse tudo produzido localmente em Portugal e, por fim, que as marcas tivessem uma ponderação equivalente em toda a comunicação”, explica ao ECO Adriana Mano.

A O”Neill aceitou todas as condições da marca portuguesa de calçado sustentável e a Zouri ficou responsável pela seleção dos materiais, sendo que a produção está a ser feita em fábricas localizadas em Guimarães, Felgueiras e Barcelos, onde a marca já produz o calçado Zouri. Para além do mais, está do lado da Zouri toda a ação de recolha e tratamento do lixo. Adriana Mano destaca que está em cima da mesa desenvolver ações conjuntas fora de Portugal na recolha de lixo dos oceanos.

Todos os anos acabam no oceano mais de 22 milhões de toneladas de plástico. Para a fundadora da Zouri, Adriana Mano, “é preciso usar a criatividade e o design para mudar a forma como vemos o lixo”. Os primeiros passos da empresa foram dados no final de 2018 e até ao momento já recolheram das praias portuguesas 4,5 toneladas de plástico. Nesta recolha, a empresa estabeleceu parcerias com a Bandeira Azul, a Docapesca, Brigada do Mar, entre outras.

A marca de calçado portuguesa Zouri já recebeu prémios do Banco de Investimento Europeu para a Inovação Social e o prémio nacional da Academia Eletrão.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Mão portuguesa põe plástico dos oceanos nos ténis da O’Neill

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião