Economia volta a perder fôlego com alargamento das restrições

O indicador diário de atividade económica do Banco de Portugal voltou a recuar na semana passada, em que a lista de concelhos sujeitos a restrições mais apertadas subiu para 116.

A economia portuguesa voltou a perder fôlego na semana passada. O indicador diário de atividade económica (DEI) do Banco de Portugal apresentou uma redução, assim como a taxa bienal, depois de o Conselho de Ministros ter alargado para 116 o número de concelhos sujeitos a restrições mais apertadas por conta da Covid-19.

Indicador diário de atividade económica:

 

Fonte: Banco de Portugal

Desde o final de maio que o DEI tem apresentado uma tendência decrescente, por conta do avanço da quarta vaga da pandemia. Na análise bienal, que faz a comparação do ano em curso com o mesmo dia de 2019, a leitura também representa uma redução.

Indicador diário de atividade económica (bienal):

Fonte: Banco de Portugal

O DEI é um indicador económico de alta frequência, calculado diariamente, mas apenas divulgado pelo Banco de Portugal à quinta-feira, com os dados até ao domingo anterior. O Banco de Portugal incorpora no cálculo do DEI uma série de dados que refletem diversas componentes da economia, como o “tráfego rodoviário de veículos comerciais pesados nas autoestradas, consumo de eletricidade e de gás natural, carga e correio desembarcados nos aeroportos nacionais e compras efetuadas com cartões em Portugal por residentes e não residentes”.

(Notícia atualizada pela última vez às 11h21)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Economia volta a perder fôlego com alargamento das restrições

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião