Emissões de dívida verde atingirão recorde de 850 mil milhões em 2021

Juntando as obrigações com vínculo a critérios de sustentabilidade -- que até dezembro podem chegar a 100 mil milhões -- o total de títulos sustentáveis poderá chegar a perto de um bilião de dólares.

As emissões globais de obrigações verdes, sociais e de sustentabilidade — ou obrigações sustentáveis, no global — deverão deverá atingir 850 mil milhões de dólares em 2021, o que representa um aumento de 59% em relação a 2020 e um novo recorde anual, releva um relatório do Moody’s Investors Service.

Juntando ainda as obrigações com vínculo a critérios de sustentabilidade — que até dezembro podem chegar a 100 mil milhões — o total de títulos sustentáveis poderá mesmo chegar a perto de um bilião de dólares.

“Após uma emissão recorde de 427 mil milhões de dólares no primeiro semestre de 2021, agora prevemos mais cerca de 450 mil milhões de dólares em dívida verde e 200 mil milhões de títulos sociais e de sustentabilidade até ao final deste ano”, diz Matthew Kuchtyak, analista da Moody’s, em comunicado.

“Ainda esperamos que as obrigações sustentáveis ​​representem cerca de 8% a 10% da emissão de dívida global em 2021, à medida que os emissores em todos os segmentos do mercado continuam a explorar como podem vincular as suas atividades de mercado de capitais com seus objetivos de sustentabilidade”, acrescenta.

O relatório da Moody’s diz ainda que a emissão global de títulos de dívida sustentável ​​no segundo trimestre do ano aumentou 66% em relação ao ano anterior, para 189 mil milhões de euros. Isto corresponde a 94 mil milhões de obrigações verdes, 46 mil milhões de obrigações sociais e a um recorde trimestral de 49 mil milhões em títulos de sustentabilidade.

Nas obrigações verdes, os emissores europeus continuaram a dominar no segundo trimestre, com 54 mil milhões, ou seja, 57% do total, seguidos pelos emissores da Ásia-Pacífico (22%) e da América do Norte (13%).

Quanto a países, a Alemanha liderou nos primeiros seis meses de 2021 com 28,5 mil milhões de obrigações verdes emitidas (14% do total), seguida dos EUA (27,6 mil milhões, 14%), da China (18,5 mil milhões, 9%) e da França (18,3 mil milhões, 9%).

“O total de emissões no trimestre foi o terceiro maior já registado, indicando que a dinâmica do mercado ainda é excecionalmente forte. O volume de títulos e empréstimos vinculados à sustentabilidade também continua a aumentar”, refere a Moody’s.

O relatório revela que depois de um recorde trimestral de 31 mil milhões no segundo trimestre, o valor total de títulos de dívida vinculados à sustentabilidade pode chegar a 100 mil milhões em 2021, o que elevará os volumes globais de títulos sustentáveis ​​perto de um bilião no total de 2021.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Emissões de dívida verde atingirão recorde de 850 mil milhões em 2021

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião