Dinheiro

Tanto cidadãos como profissionais destacam a privacidade como o aspeto mais importante de um possível euro digital e preferem que seja integrado nos sistemas bancários e de pagamentos existentes.

Da energia, à banca ou às telecomunicações, a sustentabilidade está a entrar no financiamento das empresas portuguesas. A dívida soberana é que continua à margem deste mercado.