Compra da Aviva France pela Aéma aprovada pela Concorrência

  • ECO Seguros
  • 2 Agosto 2021

A transação representa incremento de 6 mil milhões de euros ao volume de negócios consolidado da Aéma. Segundo concluiu o organismo regulador, não afetará mercado francês de seguros.

O projeto de tomada de controlo da Aviva France pelo grupo de mútuas de seguros e poupança foi notificado ao regulador (Autorité de la Concurrence) a 24 de junho. A aquisição protagonizada pela Aéma (Aésio-Macif) está formalmente autorizada pelo regulador francês da Concorrência.

Após análise do poderio de mercado atribuível à entidade resultante da transação, tendo em conta impacto da aquisição e o número considerável de operadores com atividade no setor, o regulador francês considera que a aquisição não afetará a concorrência. Decidiu assim autorizar, sem condições, que a operação se concretize, anunciou em comunicado.

Aéma e Aviva France operam no setor de seguros, com atividade em seguros de pessoas, acidentes, poupança e também na gestão de ativos. Presidido por Pascal Michard, a Aéma nasceu em janeiro de 2021, da junção Aésio-Macif, posicionando-se estrategicamente como porta-bandeira do mutualismo de seguros em França.

O grupo Aéma, com 8,2 mil milhões de euros de volume de negócios consolidados integralmente em França, agrupa e controla seguradoras mútuas, com destaque para a Macif, cuja atividade é desenvolvia principalmente em torno de seguros de acidentes, nomeadamente ramo automóvel e habitação.

Por seu lado, a Aviva France, cujo volume de negócios ronda 6 000 milhões de euros, opera diversas filiais no mercado francês (Aviva Vie, Aviva Epargne Retraite, Aviva Retraite Professionnelle, UFF Banque, Aviva Assurances e a Aviva Investors France.

 

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Compra da Aviva France pela Aéma aprovada pela Concorrência

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião