Lucro da Corticeira Amorim sobe 15% para 39,4 milhões até junho

Maior corticeira do país assistiu a um aumento de mais de 10% nas vendas no primeiro semestre, alcançando um número mais positivo do que no mesmo período de 2019.

A Corticeira Amorim fechou o primeiro semestre com um lucro de 39,4 milhões de euros e com vendas de 433,3 milhões de euros, revelou a empresa em comunicado enviado esta terça-feira à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). Estes resultados representam uma melhoria face ao ano passado, com as vendas a superarem até o mesmo período de 2019.

Entre janeiro e junho, a Corticeira Amorim alcançou um lucro de 39,4 milhões de euros, o equivalente a uma subida de 15,1% face ao mesmo semestre do ano passado, lê-se no documento. No mesmo período, o EBITDA subiu 17,2% para 77,3 milhões de euros.

“Este desempenho reflete essencialmente os maiores níveis de atividade e os preços de consumo de cortiça, apesar de os resultados operacionais terem sido penalizados pelo efeito cambial desfavorável, pelo significativo aumento de preços de algumas matérias-primas não cortiça e pelo agravamento dos custos de transporte”, refere o comunicado.

As vendas aumentaram 10,7% para 433,3 milhões de euros e todas as unidades de negócio “registaram crescimentos robustos”, terminando “com níveis de vendas superiores aos registados no primeiro semestre de 2020”. Esta evolução “reflete um contexto mais favorável em termos de atividade económica e consumo, após os efeitos negativos decorrentes das medidas implementadas pelos diferentes países” para combater a pandemia.

No final de junho, a dívida líquida remunerada ascendia a 53 milhões de euros, uma redução de 57 milhões face ao mesmo período do ano passado. Este valor, diz a empresa, já reflete o pagamento de dividendos (25 milhões de euros) e a aquisição de 50% na Cold River’s Homestead.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Lucro da Corticeira Amorim sobe 15% para 39,4 milhões até junho

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião