Tesla sem vendas dá liderança dos elétricos à Nissan

Empresa de Elon Musk apresentou um saldo de zero unidades durante o mês passado, isto depois de as vendas terem disparado em junho. Cedeu a liderança das vendas de elétricos à Nissan.

Oitocentos e quarenta e três carros elétricos. Foram registados, em julho, quase o dobro dos veículos 100% elétricos comercializados no mesmo período do ano passado, com uma curiosidade: nenhum deles foi da Tesla. Pela terceira vez desde que marca norte-americana revela números à ACAP, apresentou zero vendas, tendo cedido, por isso, o lugar cimeiro nas vendas destes veículos no mercado nacional, este ano, à Nissan.

Segundo dados da Associação do Comércio Automóvel de Portugal (ACAP), julho, mês em que as vendas de automóveis voltaram a encolher, voltou a ser positivo para os 100% elétricos. Foram registados 843 destes veículos, 82,6% mais do que os 461 contabilizados em julho de 2020. E mesmo em comparação com o pré-pandemia assiste-se a um crescimento. Em julho de 2019 foram registados 436 veículos.

Há um sinal positivo no mercado dos elétricos puros, apesar de a Tesla não entrar nas contas. A empresa de Elon Musk apresentou um saldo de zero unidades durante o mês passado, isto depois de as vendas terem disparado em junho. Foi a terceira vez em mais de dois anos em que a Tesla não registou qualquer venda num mês.

A Tesla tinha terminado o primeiro semestre como a campeã das vendas de 100% elétricos no mercado nacional. De acordo com dados da ACAP, depois de registar zero unidades no mês anterior, em junho foram matriculados 278 veículos, permitindo-lhe ascender ao lugar cimeiro do pódio das vendas destes veículos. Agora, caiu para a segunda posição.

Com a Tesla a não registar qualquer nova unidade, mas com a Nissan a comercializar 79 veículos, a fabricante japonesa passou a liderar o ranking das vendas de elétricos. Não foi a marca que mais vendeu em julho — esse título coube à Peugeot (90), seguida da Hyundai (82), mas elevou para 670 os Leaf que colocou na estrada.

A Nissan reconquista a liderança, seguida da Tesla, que contabiliza 629 unidades, seguida de perto pela francesa Peugeot que conta, este ano, com 609 veículos comercializados. A “marca do leão” leva vantagem expressiva perante a Renault, que soma apenas 453 unidades, sendo esta uma realidade que se verifica também na contabilização total de vendas de automóveis. A Peugeot segue à frente, seguida da Renault que ganha terreno à Mercedes.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Tesla sem vendas dá liderança dos elétricos à Nissan

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião